Violência na fronteira: Criança (12) e padastro sofrem atentado em casa quando assistiam TV

Um violento e brutal ataque de pistoleiros em uma residência neste sábado deixou uma criança e seu padrasto feridos. A criança ainda corre risco de morte.

As vítimas foram identificadas como, W.D.H. (12) e O.J.M. (29) que na tarde de sábado (01) as 16h 15min, foram atacadas a tiros quando se encontravam no interior de sua residência situada na Vila Áurea em Ponta Porã.

O pistoleiro, descrito  por populares como um homem moreno alto, de bigode e vestido com a camiseta do São Paulo teria chegado no local, batido palmas e perguntado pela mãe da criança, quando foi informado que a mesma não se encontrava, chamou o marido da proprietária, que ao abrir a porta foi imediatamente atingido, após o primeiro disparo, o pistoleiro seguiu disparando aleatoriamente e um dos tiros atingiu a cabeça do estudante W. D. H. (12), Segundo a polícia os disparos foram efetuados com uma pistola 9 mm.

W. D. H. (12), estudante da Escola Miguel Marcondes Armando tem um projetil alojado na cabeça, foi transferido para Dourados, onde se encontra em coma induzido ainda corre risco de vida. O. J. M. passou por cirurgia e passa bem.

Investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) e agentes da Polícia Técnica realizaram os procedimentos de praxe no local da tentativa do duplo homicídio e recolheram cápsulas das munições deflagradas pelo pistoleiro e realizaram buscas por informações que colaborem na identificação do autor e as razões da violenta tentativa de assassinato.

Facebook: Comente Aqui