EXPEDIENTE
Leão abusa de perder gols no tempo normal, Paulo Rangel marca para a Lusa e leva decisão para a marca da cal. Goleiro azulino defende duas cobranças e coloca o time na disputa do título estadual

Vinícius brilha, Remo bate a Tuna nos pênaltis e chega à final do Parazão 2022

Fonte: GE
  • Leão na final!

    Remo e Tuna Luso se enfrentaram na noite desta terça-feira, dia 29, no Estádio Baenão, pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Paraense 2022.

     

    Por ter vencido por 2 a 1 o jogo de ida, o Leão tinha a vantagem do empate. Porém, teve maior domínio durante os 90 minutos.

     

    A equipe azulina abusou de perder gols, principalmente com o centroavante Brenner, que desperdiçou ao menos três oportunidades concretas de balançar a rede.

     

    A Lusa apostou nos contra-ataques e em um deles, Paulo Rangel marcou para os cruzmaltinos, já na reta final do segundo tempo.

     

    Nas cobranças de pênaltis, Vinícius, sempre ele, apareceu para defender duas vezes e ajudar o Remo na classificação para a final do estadual, na qual ficou de fora no ano passado.

  • E agora?

    O Remo vai aguardar o vencedor de Paysandu e Águia de Marabá, que se enfrentam nesta quarta-feira, a partir das 20h, na Curuzu.

     

    No primeiro jogo, o Papão venceu o Azulão por 3 a 1, no Zinho Oliveira, e pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim avança para a final.

     

    Já a Tuna Luso espera o perdedor deste duelo para fazer a disputa de terceiro lugar, valendo vaga na primeira fase da Copa do Brasil de 2023.

  • Primeiro tempo

    Jogando em casa, o Remo chegou ao ataque logo no primeiro minuto de jogo. Láilson cruzou bola nas mãos de Victor Lube.

     

    Aos 3, Brenner abriu o placar, mas já havia sido assinalado saída de bola em cruzamento de Erick Flores antes do gol.

     

    Aos 6, foi a vez de Marco Antônia ter a chance de abrir o placar, mas finalizou para fora. A primeira chance da Tuna veio aos 15 minutos, com Léo Rosa cobrando falta com perigo.

     

    Aos 23, Paulo Rangel cabeceou e o goleiro Vinícius defendeu no limite da grande área. No lance seguinte, Bruno Alves cabeceou na trave e a bola voltou nas mãos de Victor Lube.

     

    Aos 28, Ricardo Luz chutou do meio da rua e a bola assustou o goleiro da Tuna. Quatro minutos depois, Brenner recebe passe no meio da grande área, sozinho, dominou e chutou para fora.

     

    Na sequência, foi a vez de Bruno Alves chutar em cima de Victor Lube e a bola sobrar para Marco Antônio, que finalizou no peito de Lucão, quase em cima da linha.

     

    Aos 35, Brenner ganhou de Lucão na disputa no alto e cabeceou, Victor Lube fez grande defesa.

     

    A parte final da primeira etapa foi marcada por alta intensidade das equipes, mas sem levar perigo aos goleiros.

  • Segundo tempo

    A primeira boa chance da etapa final foi do Remo. Aos 4 minutos, Marco Antônio chutou e Victor Lube defendeu.

     

    O Leão seguiu pressionando, mas sem levar perigo ao goleiro Victor Lube, enquanto a Tuna apenas apostava nos contra-ataque.

     

    Aos 31, a tática deu certo. Jayme lançou, Paulo Rangel dominou e bateu no canto direito para abrir o placar.

     

    O Remo então se mandou ainda mais para o ataque. Aos 40, Brenner recebeu lançamento sozinho dentro da área e cabeceou para fora.

     

    Nos instantes finais, Marlon cobrou falta e Kerve cabeceou errado também. Com a vitória da Lusa, a decisão da vaga para a final foi para os pênaltis.

     

    Na marca da cal, o goleiro Vinícius defendeu as cobranças de Kauê e Jayme. Todos os jogadores do Remo acertaram, por último Paulinho Curuá, dando a classificação para os azulinos.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!