UFMS de Ponta Porã dá espetáculo de civilidade e demonstração de luta pela educação

Mais de 150 pessoas, entre alunos, técnicos, docentes da comunidade acadêmica da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) de Ponta Porã, e apoiadores da causa, desfilaram nesse 7 de setembro para divulgar os 4 cursos (Ciência da Computação, Matemática, Pedagogia e Sistemas de Informação), projetos de ensino, pesquisa e extensão da universidade, além de protestar contra a suspensão e fechamento de cursos dentro da UFMS, em particular, protestar contra a suspensão do curso de Ciência da Computação de Ponta Porã.

A comissão de frente teve uma combinação de cartazes que traziam os nomes dos projetos da universidade e também faixas na forma de protesto.

Destaque ao caixão, que desfilou simbolizando a educação sendo enterrada, descartada por quantitativos financeiros. Mas para além disso, o caixão aparece para protestar CONTRA A SUSPENSÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO EM PONTA PORÃ. Os alunos seguravam cartazes de data de nascimento do curso (2010) e de suspensão (2018). Também pediam para o Reitor:  “não ‘mate’ nossos cursos de graduação da UFMS em Ponta Porã”.

Outros cartazes pediam pela manutenção do ensino público e permanência dos cursos da UFMS.

A comunidade fez um desfile exemplar, com um gesto de civilidade e de luta pelos direitos que estão sendo sonegados nesse país. Gritavam palavras de ordem que emocionaram à sociedade e até aos alunos que desfilavam. Gritos como: “UFMS: fica”; “Campus de Ponta Porã: fica”; “Ciência da Computação: fica”.

Parabéns aos alunos da UFMS, PRINCIPALMENTE, por mostrarem que vale à pena acreditar nos jovens desse país e em uma melhor educação.

 

Facebook: Comente Aqui