Supermercado é flagrado vendendo produtos vencidos e com larvas na Capital

Foto: Divulgação Procon

Por Diego Alves do Mídia Max*

O Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) encontrou produtos com larvas e vencidos desde 2018, no supermercado Gadão no Bairro Coophavila II, Região do Lagoa em Campo Grande nesta quinta-feira (28).

De acordo com o Procon, atendendo denúncia realizada pelo canal do WhatsApp (98649-1001), a Coordenadoria de Fiscalização e Denúncias da Superintendência encontrou larvas em produtos expostos a venda, além de itens vencidos.

A denúncia relatava que que o supermercado vendia produtos vencidos e impróprios, o que de fato foi constatado pelos fiscais. Ainda segundo o Procon, todos os produtos foram imediatamente retirados da área de venda e descartados. O fornecedor foi autuado e responderá a processo, podendo pagar multa

Outras irregularidades encontradas

Durante a fiscalização, ocorrida entre os dias 26 e 27 deste mês, equipes do Procon-MS verificaram a existência de diversos produtos impróprios ao consumo.

A unidade do Fort Atacadista localizado na Avenida Marques de Lavradio e a unidade do Supermercado Comper da Rua 13 de maio, em Campo Grande, foram autuados pelo Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) após serem flagrados com exposição de produtos impróprio ao consumo devido à data de validade,alguns desde novembro do ano passado.

Já no hipermercado Extra, fiscais encontraram validade expirada, sem informações de datas e impróprios para o consumo. Rações caninas, queijos não tinham em suas embalagens as datas de vencimento e peixes congelados, estavam vencidos há 15 dias. Os produtos foram descartados pelos funcionários da unidade.

Além disso, também foram constatados divergências de preço também foram identificadas no hipermercado. Enquanto nas gôndolas o preço do café em pó estava em R$ 9,90, no caixa, os consumidores viam a diferença e eram cobrados em R$ 19,50.

Procon
Procon

 

 

 

 

Facebook: Comente Aqui