EXPEDIENTE
Presidente foi a Anguillara Veneta, terra de seus antepassados, onde foi recepcionado por aproximadamente 200 manifestantes que gritavam “Fora Bolsonaro”. Grupo de fanáticos seguidores do líder extremista também compareceu

Segue o vexame: Bolsonaro é recebido com protesto na cidade de sua família na Itália

Fonte: Por Henrique Rodrigues da CNN

O périplo de vexames de Jair Bolsonaro na terra da pizza teve mais um capítulo nesta manhã de segunda-feira (1°).

 

O presidente brasileiro foi a Anguillara Veneta, a cidade natal de seus antepassados, na Itália, e lá foi recepcionado por grupos de manifestantes que protestavam contra sua presença.

 

Alguns fanáticos seguidores, vestidos de verde e amarelo e aos berros de ‘mito’, também foram às ruas.

 

Segundo fontes da imprensa local, somadas, eram aproximadamente 200 pessoas entoando palavras de ordem contra o líder extremista.

 

Carregando faixas, uma delas com a inscrição “Ao lado do povo brasileiro – Fora Bolsonaro”, e vestidos com camisetas nas quais se lia “Ele não é um exemplo a ser seguido”, os grupos contrários ao presidente radical permaneciam isolados por policiais e agentes de segurança que escoltavam a comitiva do chefe do Executivo nacional.

Foto: Informazione.it (Reprodução)

O diário italiano Il Gazzettino, com sede em Veneza, informa que uma série de protestos foi registrada em pontos diversos da pequena Anguillara Veneta, o que levou ao cancelamento da cerimônia de recepção organizada pela prefeita de direita Alessandra Buoso.

 

Bolsonaro estava o tempo todo acompanhado do deputado ítalo-brasileiro Luis Roberto Lorenzato, da Liga, um partido de extrema direita do país peninsular.

 

Manifestantes ouvidos pelo Il Gazzettino afirmaram que receberam com indignação a notícia de vinda do presidente brasileiro, assim como a intenção de conferir a ele o título de cidadão honorário da localidade, ocorrida logo após as acusações de crimes contra a humanidade imputadas ao chefe de Estado pela CPI do Genocídio.

Ambientalistas, liderados pelo vereador Andrea Zanoni, também estiveram em meio aos protestos, visto que Bolsonaro é apontado por toda a comunidade internacional como um político abertamente alinhado às práticas de devastação e exploração predatória do meio ambiente, em especial da Amazônia.

A entrega do título de cidadão honorário foi realizada em local fechado e sob a proteção de um grande efetivo de policiais e guarda-costas. A imprensa italiana também ressaltou a discussão de contorno moral na sociedade do país europeu envolvendo a visita da autoridade brasileira, que teve os custos bancados com dinheiro público do contribuinte da Itália.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!