EXPEDIENTE
Presidente foi a Anguillara Veneta, terra de seus antepassados, onde foi recepcionado por aproximadamente 200 manifestantes que gritavam “Fora Bolsonaro”. Grupo de fanáticos seguidores do líder extremista também compareceu

Segue o vexame: Bolsonaro é recebido com protesto na cidade de sua família na Itália

Fonte: Por Henrique Rodrigues da CNN

O périplo de vexames de Jair Bolsonaro na terra da pizza teve mais um capítulo nesta manhã de segunda-feira (1°).

 

O presidente brasileiro foi a Anguillara Veneta, a cidade natal de seus antepassados, na Itália, e lá foi recepcionado por grupos de manifestantes que protestavam contra sua presença.

 

Alguns fanáticos seguidores, vestidos de verde e amarelo e aos berros de ‘mito’, também foram às ruas.

 

Segundo fontes da imprensa local, somadas, eram aproximadamente 200 pessoas entoando palavras de ordem contra o líder extremista.

 

Carregando faixas, uma delas com a inscrição “Ao lado do povo brasileiro – Fora Bolsonaro”, e vestidos com camisetas nas quais se lia “Ele não é um exemplo a ser seguido”, os grupos contrários ao presidente radical permaneciam isolados por policiais e agentes de segurança que escoltavam a comitiva do chefe do Executivo nacional.

Foto: Informazione.it (Reprodução)

O diário italiano Il Gazzettino, com sede em Veneza, informa que uma série de protestos foi registrada em pontos diversos da pequena Anguillara Veneta, o que levou ao cancelamento da cerimônia de recepção organizada pela prefeita de direita Alessandra Buoso.

 

Bolsonaro estava o tempo todo acompanhado do deputado ítalo-brasileiro Luis Roberto Lorenzato, da Liga, um partido de extrema direita do país peninsular.

 

Manifestantes ouvidos pelo Il Gazzettino afirmaram que receberam com indignação a notícia de vinda do presidente brasileiro, assim como a intenção de conferir a ele o título de cidadão honorário da localidade, ocorrida logo após as acusações de crimes contra a humanidade imputadas ao chefe de Estado pela CPI do Genocídio.

Ambientalistas, liderados pelo vereador Andrea Zanoni, também estiveram em meio aos protestos, visto que Bolsonaro é apontado por toda a comunidade internacional como um político abertamente alinhado às práticas de devastação e exploração predatória do meio ambiente, em especial da Amazônia.

A entrega do título de cidadão honorário foi realizada em local fechado e sob a proteção de um grande efetivo de policiais e guarda-costas. A imprensa italiana também ressaltou a discussão de contorno moral na sociedade do país europeu envolvendo a visita da autoridade brasileira, que teve os custos bancados com dinheiro público do contribuinte da Itália.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!