EXPEDIENTE

São Bernardo reverte vantagem, vence Botafogo-SP nos pênaltis e leva Copa Paulista

  • Bernô é o time da virada!

    O São Bernardo seguiu à risca o manual de como reverter a vantagem do rival num mata-mata. Depois de ter perdido na ida por 2 a 0, o Bernô começou arrasador o jogo da volta da decisão da Copa Paulista, diminuiu seu prejuízo antes do primeiro minuto de bola rolando, com Rodrigo Souza, ampliou o marcador no minuto inicial do segundo tempo, com Gustavo Ramos, e levou o duelo às penalidades.

    Nas cobranças, o time do ABC foi mais feliz e acertou cinco cobranças contra quatro do Botafogo. Nas alternadas, o volante John Everson acertou a trave e o Bernô celebrou a conquista do bicampeonato da Copa Paulista!

  • Ano de ouro

    Campeão da Série A2 estadual no primeiro semestre, ao derrotar o Água Santa também nas penalidades, o São Bernardo celebrou seu segundo título em 2021, em um ano que ficará marcado na história do jovem clube do ABC.

    Com a conquista da Copa Paulista, o Bernô encerra a temporada com duas taças e a expectativa de um 2022 ainda melhor, já que o time estará no Paulistão e também na Série D do Brasileiro.

  • Missão cumprida?
    São Bernardo e Botafogo-SP fizeram a decisão da Copa Paulista

    São Bernardo e Botafogo-SP fizeram a decisão da Copa Paulista (Foto: João Victor Menezes/Agência Botafogo)

    O Botafogo voltou a ter protagonismo em uma competição, o que não acontecia desde que subiu da Série C à Série B, em 2018. De lá pra cá, o time sempre brigou para não cair nas competições. Foi mal nos estaduais de 2019, 2020 e 2021, discreto na Série B em 2019 e caiu na edição 2020.

    Este ano, o Pantera não foi bem no Paulistão e na Série C do Brasileiro, mas conseguiu seu objetivo inicial ao participar da Copa Paulista, que era retornar à Copa do Brasil. O feito foi atingido ao chegar à final do torneio. Porém, a seca de títulos permanece. Já são seis anos sem levantar um troféu. A última vez aconteceu em 2015, com a conquista da Série D.

    Em 2022, o Botafogo terá o Paulistão, a Copa do Brasil e a Série C.

  • 1º Tempo

    O jogo de volta da final começou a plenos pulmões e, antes mesmo de o relógio marcar um minuto, Rodrigo Souza foi lançado na área, dominou a bola de peito, girou para a direita e bateu cruzado para abrir o placar. Com um gol atrás no agregado, o São Bernardo saiu ainda mais para o ataque e dominou as ações na primeira etapa. O Botafogo ainda ofereceu perigo com Martineli, logo após o gol, mas se mostrou desorganizado e pouco criativo até o apito final. Durante toda a etapa inicial, o Aurinegro levou mais perigo e, por muito pouco, não ampliou com um golaço de bicicleta do próprio Rodrigo, aos 17. Com o forte sol, a intensidade do duelo caiu, mas mesmo assim o time da casa levou mais perigo. No entanto, com um pouco mais de calma, os visitantes chegaram mais uma vez, em cruzamento para Caetano, porém a zaga bernardense parou a bola em cima da linha, aos 37.

  • 2º Tempo

    O segundo tempo começou como um espelho do primeiro. Com a diferença da mudança de lado no gramado, o São Bernardo fez mais um gol no primeiro lance de ataque, com um minuto de jogo. João Carlos foi lançado e raspou de cabeça para Gustavo Ramos, o reserva iluminado, que saiu na cara do gol e ampliou o placar, o que resultou em empate no agregado. Com um forte sol e sem a necessidade de o time da casa buscar o resultado, a intensidade voltou a cair e a chance seguinte veio somente aos 25, dos pés de Bruno Michel, que cruzou na cabeça de Djalma. O atleta, livre de marcação, cabeceou para fora e, a partir daí, o Bota passou a mensagem que queria esperar pelos pênaltis. Eduardo Diniz e Gustavo Ramos ainda finalizaram com perigo, mas o jogo acabou e a decisão foi para a marca da cal.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!