EXPEDIENTE
Em carta, o ex-deputado agradece aos "leões e leoas" da Comissão Executiva Nacional do Partido e afirma que a sigla precisa de alguém "mais próximo" da gestão

Roberto Jefferson se afasta da presidência do PTB

Fonte: Por Marcelo Hailer Do CNN Brasil

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, que está preso em Bangu (RJ), se afastou da direção nacional do PTB “por prazo indeterminado, enquanto durar” a sua prisão preventiva. O afastamento se deu por meio de uma carta.

Em carta, Jefferson agradece aos “leões e leoas do partido”. “Venho por meio desta carta, pedir licença, por prazo indeterminado, enquanto durar essa minha prisão preventiva, da Presidência do Partido Trabalhista Brasileiro. Percebo a necessidade de uma presença mais próxima da gestão partidária, que por razões óbvias eu não tenho podido assumir”, declarou Jefferson.

Em outro momento, Jefferson afirma que se formou um grupo conspiratório dentro do partido contra a sua pessoa.

“Nós precisamos agir com rapidez e cuidados. Desvelo e agilidade, o que minha atual condição impede, por isso me licencio. Tenho certeza de que a Graciela Nienov está pronta para o pleno exercício da função, além de contar com o apoio de quase totalidade do diretório e maioria quase absoluta dos presidentes regionais, à exceção de Alagoas e Mato Grosso.

Sobre isso preciso discorrer um pouco. Formou-se um grupo conspiratório, após minha prisão, que sendo minoria sem peso na Convenção ou Diretório, tentou levar para o judiciário pretensões que não resistem ao mínimo enfrentamento no Partido, foro adequado para essa querela”, escreveu.

Após discorrer sobre várias disputas internas no PTB, Jefferson convoca todos à luta. “Vamos para a luta. A vitória é próxima. Estamos na vereda certa, por isso esses ódios e tentativas de desconstrução da legenda histórica. Sairemos muito maiores do que entramos. As batalhas têm nos depurado. O pior tem ficado pelo caminho”.

Confira abaixo a carta na integra:

“Bangu 8, 22 de/out./2021

Aos amigos e amigas, leões e leoas da Comissão Executiva Nacional do Partido Trabalhista Brasileiro,

Venho por meio desta carta, pedir licença, por prazo indeterminado, enquanto durar essa minha prisão preventiva, da Presidência do Partido Trabalhista Brasileiro.

Percebo a necessidade de uma presença mais próxima da gestão partidária, que por razões óbvias eu não tenho podido assumir. Essa semana dois contratos que precisavam ser assinados, eu não pude fazê-lo, pois a Administração Penitenciária não autorizou. Autoriza que eu assine procurações, mas contratos contrariam a norma interna da Secretaria Penitenciária. Assinar é falta grave.

Nós precisamos agir com rapidez e cuidados.  Desvelo e agilidade, o que minha atual condição impede, por isso me licencio. Tenho certeza que a Graciela Nienov esta pronta para o pleno exercício da função, além de contar com o apoio de quase totalidade do diretório e maioria quase absoluta dos presidentes regionais, à exceção de Alagoas e Mato Grosso.

Sobre isso preciso discorrer um pouco. Formou-se um grupo conspiratório, após minha prisão, que sendo minoria sem peso na Convenção ou Diretório, tentou levar para o judiciário pretensões que não resistem ao mínimo enfrentamento no Partido, foro adequado para essa querela.

O grupo liderado pelo Deputado Estadual, Coronel Alagoano Antônio Albuquerque, pai do Deputado Federal Nivaldo Albuquerque, encontrou apoio em Luiz Rondon, tesoureiro do grupo, Deputado Federal da Paraíba Wilson Santiago, Deputado Federal do Ceará Pedro Geromel, filho do prefeito Arnon Bezerra, e o Deputado Federal do Mato Grosso, Emanoelzinho, filho do prefeito de Cuiabá do MDB, penso que Emanoel também.

Coronel Antônio Albuquerque, homem em armas, tem longa história de pistolagem, várias acusações como mandante de homicídios, prisões e investigações em processos e CPIs de pistolagem. Seu filho Deputado Nivaldo, é uma dama, gentil , delicado, incapaz de uma truculência. Tanto que o coronel Albuquerque supre suas fragilidades frequentemente. Sempre em Brasília é o líder de fato da bancada federal. Cuida de seu frágil rebento como uma donzela virginal, pois passa suas semanas no apartamento funcional do filho em Brasília. Há até uma brincadeira que se faz no partido sobre esse cuidado extremado do coronel para com seu filho, maior de idade e quase quarentão, lembrando um título de famosa peça de teatro encenada com sucesso nacional: “ Toda donzela tem um pai que é uma fera”.

Nivaldo, que disputa com o jovem deputado cearense, Pedro Geromel, quem é  o mais belo da bancada, , ganhou o apelido de Zé Bonitinho, pois saca seu pente do bolso, a cada cinco minutos, para arrumar suas melenas, seus cabelos.

Ele teve uma alteração coma Graci, miaram , se arranharam, espernearam, e a Graci o chamou de frangote,  o que provocou iracunda reação do zeloso Coronel Albuquerque , que ameaçou a vida da nossa Graci. Temos o whatsapp guardado com a ameaça.

O outro deputado federal, apoiador da ação contra a quase totalidade do diretório, é o deputado Pedro Geromel, cearense e filho do prefeito Arnon Bezerra, que contratou as empresas do jovem e belo mancebo, empresas de serviços hospitalares, para monopolizar a gestão de saúde da prefeitura. Resultado, a justiça eleitoral entendeu que esses elevados recursos tiveram o objetivo de financiar milionariamente sua eleição para deputado federal, abuso de poder econômico e político, estando Pedro Geromel pendurado numa decisão jurídica frágil, pois sua eleição foi cassada em todas as instâncias da justiça eleitoral.

Já o deputado federal paraibano Wilson Santiago, grande colecionador de condenações por corrupção, está condenado até no Supremo, escondido para não ser lembrado, pois a publicação do acórdão põe fim à sua corrupta carreira negocial política-empresarial.

O deputado federal paraense, Eduardo Costa, sofreu reprimenda da executiva nacional quando, violando a diretriz expressa , votou a favor da legalidade do plantio e cultivo de cannabis para fins medicinais, no território brasileiro. Admoestado pediu na justiça para deixar o PTB, onde já conseguiu, sem oposição nossa, parecer favorável do Ministério Público para deixar a legenda. Houvesse se manifestado por escrito à direção partidária, teria recebido sua alforria, pois em nossa longa trajetória jamais questionamos mandatos daqueles que nos deixaram.

A própria deputada paranaense, Luíza Canziani, pediu desfiliação na justiça, ela que era considerada nossa MUSA, pela juvenil e alva beleza. Foi destronada pela disputa entre Nivaldo e Geromel, o mais belo. Lá na liderança ouve-se sempre, quando vão ao toillete e miram-se no espelho, a insistente pergunta:” espelho espelho meu há alguém mais lindo do que eu?” “Sim , Branca de Neve” .

Vamos enfrenta-los na justiça e na Convenção. Peço a todos os deputados que presidem as regionais que assinem a contestação. Assinem também os presidentes dos movimentos de mulheres, jovens e cristão conservadores. Assinem nossos conservadores das capitais. Nossos prefeitos e vice-prefeitos. Assisem os membros do diretório nacional. Mostraremos a justiça a verdadeira e real representação. Corram com isso, para evitar surpresas combinadas c/ Renan.

A Convenção Nacional fará uma nova composição de forças. Assim sepultaremos veleidades e arrivismos.

Por final respondo a pergunta de todos sobre a parentela: FILHO É IGUAL A PEIDO, NÓS ATURAMOS OS NOSSOS.

Reparem na inicial, primeiro distribuída ao TSE, rejeitada de plano no mérito e na motivação, ora reapresentada ao STJ. Há várias fotos minhas com armas nas mãos praticando tiro ao alvo. Verdade, sempre atirei no papel. Jamais ceifei vida humana, quer diretamente ou por contratar pistoleiros. Não tenho na minha vida, aos 68 anos de idade, sequer um processo de lesão corporal.

Os que me acusam, não posam para fotos com armas nas mãos , agem na surdina, encobertos,  à espreita, à traição, covardemente, e atiram e assassinam vidas humanas. Essas diferenças devem ser ressaltadas aos olhos da justiça.

Por razões políticas inexplicadas, o filho do Coronel Albuquerque foi baleado com 6 disparos , Deus o salvou. O zeloso pai, é suspeito de brutal execução de 4 dos 5 autores. Um promotor e uma juíza, que investigam essas mortes por justiçamento, ameaçaram pedir a prisão do Coronel. A resposta veio num ameaçador discurso feito na Assembleia alagoana,  o que fez recuarem os dois integrantes do judiciário. Peço que degravem e juntem esse discurso à justiça federal. Também o vídeo.

É uma luta do bem contra o mal. Homens habituados a tomar em mãos a justiça contra uma moça jovem, cristã e honrada, filha de humildes lavradores do interior de Santa Catarina.

Eu estou impedido de protegê-la, ela que já está ameaçada pelo Coronel, ajudem-na à sobreviver. Coragem e fé.

Quanto ao Emanoelzinho, é zinho mesmo, quero lembrar uma passagem bíblica, os frutos revelam a árvore. Árvore ruim fruto ruim. Quem sai aos seus não degenera. O Zinho Emanoel, sempre que testado dissimulou;  sempre que dissimulou mentiu; sempre que mentiu traiu um compromisso conosco. Uma pena, tão jovem, tão canalha.

Ao final, pesquisem as contas de outros partidos. Suas despesas com jatinhos, alugueres, hotéis restaurantes e salários. Principiem  pelos partidos de esquerda, depois os sociais democratas, os pragmáticos ( MDB) e os ditos liberais. Divirtam-se. Depois comparem com as contas do nosso PTB.

Vamos para a luta. A vitória é próxima. Estamos na vereda certa, por isso esses ódios e tentativas de desconstrução da  legenda histórica.

Sairemos muito maiores do que entramos. As batalhas têm nos depurado. O pior tem ficado pelo caminho.

Nossa Força e Vitória é Jesus.

Deus abençoe a todos grandiosamente.

Publiquem , para que se produzam os efeitos legais.

Roberto Jefferson

Um Preso Político”

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!