CONTATO
EXPEDIENTE
Senador de MS

Relator mantém bloqueio de Nelsinho e ex-secretário, mas reduz valor para R$ 50,7 milhões

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Fonte: Por Edivaldo Bitencourt do Site O Jacaré

O desembargador Geraldo de Almeida Santiado, relator na 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, votou pela manutenção do bloqueio dos bens do senador Nelsinho Trad (PSD) e do ex-secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Marcos Cristaldo. No entanto, ele manifestou-se pela redução do valor de R$ 101,5 milhões para R$ 50,788 milhões, equivalente ao montante da suposta propina paga pelos vencedores da licitação bilionária da coleta do lixo em 2012.

A votação da turma não foi concluída porque o desembargador João Maria Lós pediu vistas para analisar melhor o processo. O terceiro magistrado a votar será o ex-presidente do TJMS, desembargador Divoncir Schreiner Maran. O julgamento – que estava suspenso desde a divulgação de documento apócrifo, apreendido pela Operação Omertà na casa do empresário Jamil Name, acusado de chefiar um grupo de extermínio – foi retomado no dia 16 de março deste ano .

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
LEIA TAMBÉM!!!