EXPEDIENTE
Fusão entre o PSL e o DEM para formar o União Brasil provocará uma debandada na legenda

Quatro em cada dez deputados do PSL vão deixar o partido por fusão com o DEM

Fonte: Por Lucas Neiva Congresso Em Foco

A fusão entre o PSL e o DEM para formar o União Brasil provocará uma debandada na legenda pela qual Jair Bolsonaro se elegeu presidente. Dos 54 deputados em exercício do PSL, 23 declararam que pretendem largar o partido, 11 estão em dúvida e outros nove não se pronunciaram, restando apenas a certeza de 16 parlamentares na Câmara. Os dados são de levantamento do jornal O Globo.

O União Brasil foi proposto com a promessa de formar a maior bancada dentro da Câmara dos Deputados, mas os planos ficam frustrados com a saída de 23 deputados. Entre os motivos apontados, o principal é a cogitação de um candidato para a candidatura à presidência, com o nome de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) como principal citado.

Mesmo após a saída de Jair Bolsonaro, que permanece sem conseguir uma nova legenda, muitos dos parlamentares do PSL permaneceram leais ao presidente e preferem se filiar a um partido que o ofereça apoio nas eleições de 2022.

Segundo o levantamento do Globo, ao menos 16 dissidentes do PSL declararam que vão escolher o mesmo partido de Bolsonaro, que nas últimas semanas tem flertado com o PP. O presidente mantém conversas com outas legendas, como o PTB. O presidente do PSL, Luciano Bivar, minimiza as saídas. “Na eventualidade de alguns deixarem a sigla face a fusão, entendemos que no segundo momento (janela partidária), novos parlamentares virão e certamente manteremos um número significativo de congressistas”, afirmou Bivar à repórter Bianca Gomes.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!