Projeto de Fábio Trad institui a Semana Nacional de Promoção do Bem-Estar Animal

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE
2013) o Brasil apresenta a quarta maior população de animais de
estimação. Cada vez esses animais dividem espaços com seus tutores no
âmbito do lar, num comportamento tão próximo ao dos humanos.

De acordo com vários estudos, ter um animal de estimação é um jeito de
enfrentar a solidão nas grandes cidades, além desses bichinhos
auxiliarem, e muito, na cura de doenças do corpo e da alma.

Por esses e outros motivos, o deputado Fábio Trad (PSD-MS) apresentou na
Câmara nesta quarta-feira (27) um projeto de lei que institui a Semana
Nacional de Promoção do Bem-Estar Animal a ser celebrada anualmente na
primeira semana de dezembro.

O projeto, protocolado sob o número 1201/19, tem vários objetivos, entre
os quais incentivar a adoção racional por meio da conscientização quando
às responsabilidades inerentes aos cuidados animais; estimular a
organização de eventos para vacinação e vermifugação como ações de
promoção da saúde pública; promover ações educacionais dirigidas à
população em geral com o objetivo de disseminar informações sobre as
necessidades dos animais quanto a atendimento veterinário e sobre as
necessidades de dedicação de tempo e outros cuidados relacionados com
seu bem-estar, reduzindo assim os casos de aquisição impulsiva de
animais e posterior abandono.

De acordo com o autor do texto, deputado Fábio Trad, infelizmente muitas
pessoas adquirem um animal por impulso, sem levar em consideração alguns
fatores extremamente importantes para se tomar essa decisão, como as
características do bichinho, despesas com higiene, saúde física,
alimentação e acomodações adequadas de acordo com o porte do animal.

“Por isso é salutar uma semana anual de conscientização e promoção do
bem-estar animal que, entre outras coisas, atue na promoção da
compreensão, em nível nacional, das implicações e responsabilidades
assumidas com a adoção ou aquisição de um animal de estimação no intuito
de coibir os maus tratos e abandono”, justificou.

A escolha da primeira semana de dezembro como a data para a realização
da Semana Nacional de Promoção do Bem-Estar Animal se deu por conta da
trágica morte do cachorro “Manchinha”, agredido nas dependências
externas de uma rede de supermercados em Osasco, São Paulo, em dezembro
de 2018. O fato ganhou repercussão nacional, trazendo à tona novamente a
problemática dos maus tratos e descaso com os animais de estimação no
país.

Facebook: Comente Aqui