EXPEDIENTE
"O momento é de diálogos, conversas, construção de pontes", diz o dirigente, que é ex-prefeito de São Bernardo do Campo

Presidente do PT-SP, Luiz Marinho admite: Alckmin pode ser vice de Lula

Fonte: Por Ivan Longo da Revista Fórum

O que antes era apenas especulação já começa a tomar contornos de uma possibilidade real: uma chapa entre Lula e Geraldo Alckmin na eleição presidencial de 2022.

 

As conversas entre lideranças partidárias neste sentido, já noticiadas pela Fórum em abril deste ano e que se tornaram destaque na mídia comercial nos últimos dias, foram confirmadas neste domingo (7) por Luiz Marinho (PT), presidente do PT paulista.

 

“O momento é de conversas, diálogo, construções de pontes. Para o primeiro e o segundo turnos. Assim é a política. Sabemos identificar quem são nossos adversários para a retomada do Brasil da esperança”, disse o petista, que é ex-prefeito de São Bernardo do Campo, ao jornal Diário do Grande ABC.

 

Marinho, assim como outros correligionários que têm falado sobre o assunto, porém, procurou ponderar: “Tem muita água para correr sob a ponte das eleições. Aguardemos”.

Outras lideranças petistas do estado que são próximas a Marinho têm visto a possibilidade de uma aliança entre Lula e Alckmin com bons olhos.

 

“A elaboração de uma chapa desse porte também sinalizaria ao centro político, que é um movimento importante. Sei que ainda estamos no campo da especulação, mas sou simpático a ideia”, afirmou, também ao Diário do Grande ABC, o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira.

“Único tucano que gosta de pobre”

De acordo com a jornalista Thais Oyama, Lula já teria dito a aliados que, apesar dos embates políticos do passado, “sempre” gostou do ex-governador e que Alckmin seria “o único tucano que gosta de pobre”.

Ambos já teriam se encontrado ao menos três vezes este ano para discutir a possibilidade.

 

A maior rejeição de Lula está justamente em São Paulo, estado que Alckmin já governou por 12 anos, em mandatos diferentes.

 

Uma ida do tucano para o PSB seria uma das condições para viabilizar a chapa.

 

Segundo a jornalista, Alckmin teria dito a aliados que Lula não é uma ameaça à democracia como Bolsonaro e que a “atitude extrema” de estar ao lado dele seria justificada pela oposição ao presidente.

 

A maior dificuldade para o avanço dessas conversas, no entanto, seria o fato de que o ex-governador teria interesse em, mais uma vez, disputar o Palácio dos Bandeirantes.

 

De saída do PSDB e flertando com o PSD de Gilberto Kassab, a articulação para que Alckmin fosse candidato a vice na chapa de Lula passaria por sua filiação ao PSB, legenda historicamente aliada ao PT.

Fórum repercutiu suposta chapa Lula-Alckmin em abril

Em edição do “Fala, Rovai”, publicado em abril deste ano, o diretor da Fórum, Renato Rovai, comentou sobre o assunto.

 

À época, a presidenta nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffman (PR), não descartou tal alianças, mas firmou que no momento o foco era articular as forças para derrubar Bolsonaro.

 

Essas articulações vão ao encontro do que o pré-candidato ao governo de SP, Fernando Haddad (PT), declarou em encontro com trabalhadores da saúde de que, apesar de gostar de Guilherme Boulos (PSOL), os seus programas políticos são distintos e que tem conversado com Alckmin nos últimos tempos.

 

Em entrevista recente ao programa Fórum Onze e Meia, o deputado federal José Guimarães (PT-CE) afirmou que existem conversas sendo feitas em São Paulo, mas que ainda é muito cedo para se falar em candidaturas à vice.

 

“Eu não posso assegurar que esse debate está sendo feito, mas posso afirmar que… O PSB tem um quadro muito importante em São Paulo que é o Marcio França, que está conversando tanto com o Lula quanto com o Haddad, e o Marcio França conversa muito com o ex-governador Geralmente Alckmin. O Alckmin não tem mais espaço no PSDB, ele toparia dialogar conosco em torno de um programa que o Lula vai representar nessa disputa nacional que está sendo construído pelo PT e PSB? Se topa, eu não vejo problema nenhum ele se sentar na mesa e discutir”, disse Guimarães.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!