Prefeito de Nova Iorque dispara contra Bolsonaro: “Perigoso, racista e homofóbico”

Foto; Reprodução

Por Revista Fórum*

Se o presidente brasileiro foi bem recebido por Donald Trump em Washington (EUA), sua eventual presença em Nova Iorque já demonstrou ser motivo de rejeição. Nesta sexta-feira (12) o prefeito da cidade, Bill de Blasio, classificou Jair Bolsonaro como uma pessoa pergosa, racista e homofóbica.

“Bolsonaro não é perigoso somente por causa de seus racismo e homofobia evidentes. Infelizmente, ele também é a pessoa com maior poder de impacto sobre o que se passará na Amazônia daqui para a frente”, disse em entrevista à rádio WNYC.

O prefeito da Big Apple ainda pediu que uma homenagem ao capitão da reserva no Museu de História Natual da cidade seja cancelado.

Mais cedo, também na sexta-feira, o perfil no Twitter do museu, considerado um dos mais importantes dos EUA, divulgou um comunicado em que expôs posicionamento contrário à homenagem que a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos fará a Bolsonaro no local. Na postagem, administração do museu disse estar preocupada e explorando suas opções, frisando tratar-se de uma iniciativa externa e privada.

De acordo com o site de notícias Gothamist, a celebração a Bolsonaro no museu gerou reações de ativistas da causa ambiental e dos direitos humanos, que apontam o alinhamento do presidente brasileiro com Donald Trump e suas posições homofóbicas, misóginas, racistas e anti-ambientalistas.

Facebook: Comente Aqui