EXPEDIENTE
PM agrediu jovem de 19 anos

PM da reserva que bateu em mulher no ônibus possuía mandado de prisão por disparo em via pública

Fonte: Por Rayani Santa Cruz Do Top Mídia News

O PM da reserva de 62 anos, que  agrediu uma jovem 19 anos após discussão dentro de um ônibus que faz a linha Parque do Sol, em Campo Grande acabou ficando preso. Isso porque ele possuía um mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça de Mato Grosso do Sul.

A jovem levou um tapa na cara, que causou um corte e foi necessário chamar a Polícia Militar. Após, levar o idoso para a delegacia, a equipe verificou que ele tinha mandado em seu desfavor. No processo, o autor do tapa, tinha pedido de prisão por um episódio envolvendo direção perigosa sob efeito de álcool e disparos de arma de fogo em via pública.

O advogado do PM compareceu na Delegacia, onde o aparelho celular e um valor em dinheiro foram entregues a ele. O PM da reserva que se envolveu em mais uma confusão acabou na cadeia.

Tapa na cara

De acordo com o boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 22h desse sábado (21) na linha do coletivo que passa no bairro Aero Rancho. A jovem que estava com a lesão no rosto, disse que no tempo em que estava na fila para entrar no ônibus pediu educadamente para que o idoso fosse mais rápido para passar a catraca e nada mais.

Ela afirma que foi até o fundo do coletivo e seguiu viagem. Porém, quando o idoso foi desembarcar ele aproveitou o tempo e no período em que a porta abriu pisou em seu pé e executou um tapa em seu rosto.

A irmã da vítima confirmou a versão.

Versão do idoso

O idoso informou a equipe que a jovem reclamou por diversas vezes da sua demora em passar a catraca. Na versão dele a mulher foi mal-educada e isso lhe causou raiva.

“Não sei porque que essas pessoas de idade demoram tanto para passar a catraca, não deveriam sair de casa”, teria dito a jovem. O suspeito também informou que os comentários sobre os idosos continuaram quando a mulher sentou ao fundo do ônibus. “Esse velho lerdo, embaçando o povo passar na catraca, tem que ficar em casa.”

Ele confirmou que bateu na jovem, mas justificou que foi porque ela teria dito que ele “estava indo tarde”.

Diante de todo ocorrido, a equipe Policial conduziu o autor até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol onde o caso foi registrado como lesão corporal.

O idoso possuía mandado de prisão em aberto pela Justiça de MS e acabou atrás das grades.

A vítima desejou representar criminalmente contra o autor.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!