EXPEDIENTE
O Peñarol destronou o Independiente del Valle, atual campeão, graças ao gol de Méndez em campo e duas defesas milagrosas de Randall Rodríguez, nos pênaltis

Peñarol é campeão da Copa Libertadores Sub 20 pela primeira vez na história

Fonte: El País

O Peñarol derrotou o Independiente del Valle nos pênaltis (4 a 3) após empatar em 1 a 1 no tempo regulamentar durante a definição da Copa Libertadores Sub 20 e sagrou-se campeão pela primeira vez na história deste torneio continental, depois de arrebatar o título ao atual campeão no Estádio Rodrigo Paz da LDU.

 

Assim, a equipe de Marcelo Broli tornou-se o sexto elenco a obter este troféu junto com River Plate (Argentina), San Pablo (Brasil), Universitario (Peru), Nacional e seu rival esta noite, Independiente del Valle (Equador).

 

O Peñarol chegou à final após vencer o Caracas da Venezuela na semifinal na noite de quinta-feira por 2 a 1. Ambos os finalistas permaneceram invictos ao longo de sua jornada, mas o Peñarol é quem voltará para casa com um troféu. O partido Durante a primeira meia hora o domínio foi o Independiente Del Valle.

 

A posse era dele e o Peñarol só jogou no contra-ataque. Máximo Alonso tentou enfrentar duas vezes, mas a defesa não permitiu.

 

Aos 37′ o Valência ficou sozinho frente a Randall Rodríguez (que estava bem na frente), e o atacante tinha a intenção de passar a bola por cima dele, mas o goleiro do Peñarol adivinhou o objetivo e o antecipou.

 

Aos 46 minutos, o uruguaio e artilheiro do torneio Francisco Sagardia teve uma entrada no gol aurinegro, mas Rodríguez pegou a bola.

 

Nenhum deles criou muitas chances nem está deixando o outro jogar, pelo menos no primeiro tempo. O duelo foi para o intervalo sem gols.

 

O segundo tempo começou igual. Nenhum dos dois elencos mostrou ideias e Peñarol ficou fechado em segundo plano. Aos 65′ chegou Ayoví, a que mais tentou e penetrou na área do Peñarol.

 

Mas a bola bateu no travessão. O Peñarol melhorou um pouco, mas não se sustentou com o tempo. Nenhuma das equipes queria arriscar e parecia que, com cansaço e nervosismo, ambas esperavam ir para os pênaltis.

 

Parecia que o gol não sairia antes dos 90′, mas aos 75′, após uma cobrança de falta, Diego Méndez marcou seu primeiro gol no torneio e colocou o Peñarol na frente após uma cobrança de falta que se transformou em um golaço.

 

O Goleiro da LDU não conseguiu conter o remate que escapou entre as mãos e o poste direito para acabar no canto inferior oposto.

 

Aos 78′ o Independiente del Valle teve a oportunidade de marcar com um tiro livre, mas o jogador jogou a bola com pouca força, momento que Matías González comemorou com quase a mesma euforia de um gol.

 

Depois disso, o jogo ganhou mais intensidade e De León sofreu uma forte pancada no nariz que o árbitro não determinou dar cartão vermelho. Assim foi que tudo o que não tinha acontecido nos primeiros 60 minutos começou a acontecer.

 

Aos 82′ Caicedo fez o gol e o estádio desabou com os gritos locais. Mas a ilusão acabou rapidamente quando a linha ficou fora de jogo. Aos 89′ Angulo tentou, mas Rodríguez negou com firmeza. E veio o gol. Aos 90′ Delgado finalizou a pouca distância do poste após um cruzamento e empatou o duelo em 1.

 

O árbitro acrescentou cinco minutos e o coro do atual campeão encheu o estádio.

 

Até o terceiro pênalti ambos haviam acertado nas execuções. Mas o goleiro Randall Rodríguez, que mais tarde seria o salvador do elenco do Peñarol, perdeu o quarto.

 

Ele se redimiu imediatamente. Sem mexer um fio de cabelo sob a pressão, ele cobriu o quarto chute do rival contra a trave direita.

 

O aurinegro teve que se converter, e ele o fez. Depois desse leilão o número cinco viria e Randall reapareceria. Ele desviou o quinto chute e com ele a possibilidade de Independiente del Valle ganhar o bicampeonato.

 

Ele deu ao Peñarol, e o Peñarol comemorou, pela primeira vez na história, a conquista da Copa Libertadores Sub 20.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!