CONTATO
EXPEDIENTE
Terrorismo

Pelo menos 7 morrem em novo ataque do Taleban no Afeganistão

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Fonte: Reuters

Os insurgentes do Taleban atacaram um posto avançado do Exército na província de Farah, no sudoeste do Afeganistão, matando pelo menos sete soldados, disseram autoridades locais na segunda-feira, enquanto o país se prepara para a violência após 1º de maio, prazo previamente acordado para a retirada das tropas estrangeiras.

Em uma mensagem de vídeo para a mídia, o governador de Farah, Taj Mohammad Jahid, disse que o Talibã explodiu um posto avançado do exército depois de cavar um túnel de 400 metros (0,25 milhas) para acessá-lo de uma casa próxima. Ele acrescentou que um soldado também foi capturado pelos insurgentes.

Duas autoridades locais, uma falando sob condição de anonimato, disseram que dezenas de militares, incluindo forças de comando de elite, foram mortos. O membro do conselho provincial Khayer Mohammad Noorzai disse que cerca de 30 morreram no ataque e que a base estava nas mãos do Taleban.

Um porta-voz do Taleban não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Autoridades disseram que uma explosão na capital da província na segunda-feira feriu 21 pessoas, incluindo cinco crianças. O Diretor de Saúde Pública de Farah, Abdul Jabar Shayeq, disse que três dos feridos estavam no hospital em estado crítico.

A capital do Afeganistão foi colocada em alerta máximo no fim de semana e a segurança nos centros urbanos aumentou, enquanto o chefe das forças estrangeiras no Afeganistão alertou os insurgentes contra o ataque de tropas estrangeiras conforme elas se retirassem do país nos próximos meses.

Sob um acordo de fevereiro de 2020 entre a administração do ex-presidente dos EUA Donald Trump e o Taleban, as forças estrangeiras deveriam se retirar do país em 1º de maio, enquanto o grupo islâmico linha-dura adiava o ataque às tropas e bases estrangeiras.

Mas o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou no mês passado, após revisar a situação, que as forças dos Estados Unidos completariam sua retirada até 11 de setembro, mais de quatro meses depois do plano anterior.

A violência contra os afegãos aumentou nas últimas semanas, com mais de cem membros das forças de segurança afegãs mortos. Na sexta-feira, uma grande explosão no leste de Logar matou dezenas de pessoas que quebraram o jejum durante o mês sagrado islâmico do Ramadã.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
LEIA TAMBÉM!!!