EXPEDIENTE
Corpus Christi

Pedrojuaninos representaram Paraguai em celebração que reuniu participantes de 30 países

Fonte: Por Nivalcir Almeida

No último fim de semana, um grupo de voluntários, conhecidos como “alfombristas de Pedro Juan Caballero”, apresentou-se ao mundo com um tapete em homenagem a um evento religioso promovido pela Espanha, em Santiago de Compostela.

 

Pedro Juan Caballero foi uma das 260 cidades de 30 países de todos os continentes.

 

Em espanhol, alfombra é tapete. Neste caso é o tapete muito comum no Brasil, em homenagem a Corpus Christi, em que as pessoas vão para as ruas, utilizando materiais recicláveis para confeccionar tapetes nas ruas em que ocorrem procissões celebrando a data especial para os católicos.

 

O evento na Espanha chama-se Xacobeo, uma celebração do ano santo jubilar, em que os peregrinos visitam o túmulo do apóstolo na catedral de Santiago de Compostela e pedem o perdão dos seus pecados.

 

A porta santa da catedral foi aberta no dia 31 de dezembro de 2020, sendo que 2021 é o Ano Santo Compostelano. Por conta da pandemia, este ano especial será encerrado em dezembro de 2022.

 

Geralmente a celebração de São Tiago é feita no dia 25 de julho em cinco cidades do mundo:

 

Compostela, Roma, Jerusalém, Santo Toribio e Caravaca de la Cruz, mas este ano, por causa da pandemia, 30 países se juntaram à celebração em formato virtual.

 

Pedro Juan Caballero, foi escolhida no Paraguai, porque desenvolve anualmente uma celebração especial, a comemoração da padroeira da cidade, que é Nossa Senhora do Pertpétuo Socorro.

 

Uma das principais atividades é a confecção do tapete nas ruas centrais, nuam extensão de 1200 metros. O maior tapete do Paraguai.

 

Segundo José Quevedo, um dos organizadores do evento no Paraguai, o objetivo principal do projeto é a difusão, divulgação e promoção do Caminho de Santiago de Compostela.

 

O tapete, com o mesmo desenho, foi feito em diversos lugares, ao mesmo tempo, sendo que os preparativos e o resultado do trabalho final gravados e as imagens divulgadas pela organização mundial na Espanha por meio da internet.

 

Cada cidade pode mostrar seu trabalho pelo tempo de dois minutos. Escolhemos a Lagoa Ponta Porã por ser um cartão postal de nossa cidade.

 

Com isso divulgamos nosso potencial turístico também”, disse ele ao jornal Lá Nación, da capital paraguaia.

 

José explicou que o encontro não foi uma concorrência entre cidades, pelo contrário, uma forma de integrar as cidades de diversos pontos do mundo. Houve representantes do Brasil, México, países da Ásia, Europa.

 

“É uma participação voluntária o que nos enche de orgulho pois estamos representando nossa cidade de Pedro Juan Caballero e o nosso país, o Paraguai”, afirmou.

Quevedo destacou que este fato é resultado de uma tradição de 30 anos desenvolvida pelos pedrojuaninos em cada dia 27 de junho.

 

“Nessa data a cidade prepara o maior tapete com produtos recicláveis, principalmente, chegando a medir 1.200 metros. São 12 quadras decoradas para a festa em homenagem à Padroeira que reúne a cada ano, cerca de 15 mil pessoas”.

Desde o ano de 2015 moradores de diversas cidades, com fortes ligações com Pedro Juan Caballero, passaram a confeccionar uma parte do tapete, enviando o material para a celebração.

 

São pedrojuaninos e seus descendentes que moram em Assunção, na Argentina e em diversas cidades do Brasil, como Dourados e Campo Grande, além de Ponta Porã, é claro.

 

Sobre o evento do final de semana passado, Quevedo resaltou que o projeto de converteu num evento que reuniu os “alfombristas” de cidades da Alemanha, Argentina, Áustria, Brasil, Bolívia, Colômbia, Chile, Costa Rica, Estados Unidos, Equador, França, Finlândia, El Salvador, Guatemala, Honduras, Hungria, Índia, Itália, Lituânia, México, Nicarágua, Nova Zelândia, Polônia, Paraguai, Panamá, Peru, Portugal, Tunísia, Venezuela y Espanha, entre outros.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!