EXPEDIENTE
Advogado alegou que ele deve ser colocar à disposição da Justiça

Pastor traficante lavava dinheiro e distribuia para evangélicos

Fonte: Por Renata Portela Do Midiamax

José Isfrán, criador da igreja Centro de Reavivamento Curuguaty, no Paraguai, segue foragido no âmbito da Operação Ultranza, que cumpriu mandados na casa dele na terça-feira (22). Nesta quarta-feira (23), o advogado disse que o pastor e ex-candidato a governador de Danindeyú deve ser colocar à disposição da Justiça.

A declaração foi feita pelo promotor Meiji Udagawa, durante entrevista ao Monumental 1080 AM. “O advogado dele compareceu e mencionou que ficará à disposição da Justiça”, disse, mas não foi esclarecido se José irá se apresentar para ser preso. Ele não foi encontrado em casa quando a polícia cumpriu mandado de busca no local.

Conforme o site Ultima Hora, a movimentação de altos valores na igreja acabou chamando atenção da polícia. A igreja passou a ganhar cada vez mais adeptos, porque distribuía dinheiro, que seria originário da Colômbia.

José é dono de várias empresas que são usadas para a lavagem de dinheiro. Vivendo uma vida de luxo, ele tinha até uma piscina olímpica em uma das casas que é proprietário, relatou o promotor. Aproximadamente 30 pessoas foram alvos de mandados de prisão na operação, que já teria dado prejuízo de 100 milhões de dólares à organização criminosa.

O grupo é apontado como responsável por tráfico internacional de cocaína, para postos da Europa e África, além da lavagem de dinheiro.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!