Odilon contraria orientação do partido e declara apoio a Jair Bolsonaro no segundo turno

O candidato ao governo do Estado pelo PDT, juiz Odilon de Oliveira, aproveitou o ato na sede do MDB, no final da tarde desta quarta-feira, 10, quando recebeu o apoio do partido, para anunciar que vai apoiar o candidato a presidente do PSL, Jair Bolsonaro. Na ocasião, o deputado estadual Junior Mochi, também comunicou que a direção de seu partido também decidiu apoio o candidato Bolsonaro.

“A Executiva Nacional do PDT deixou livres os candidatos dos Estados que foram para o segundo turno. Independente dessa decisão, eu já havia voltado meu pensamento para o Jair Bolsonaro”, explicou Odilon, em conversa com jornalistas, após o anúncio feito por emedebistas em apoiá-lo na eleição ao governo do Estado, em segundo turno.

Na tarde desta quarta-feira, a direção nacional do PDT, reunida em Brasília, deliberou pelo apoio crítico ao candidato do PT, Fernando Haddad. Porém, não mencionou qualquer restrição aos candidatos do partido que vão disputar o segundo turno. O primeiro candidato pedetista a revelar o apoio a Bolsonaro foi Amazonino Mendes, no Amazonas.

Odilon chegou a ser questionado sobre um vídeo que passou a circular nas redes sociais e por meio de mensagens do aplicativo WhatsApp, nesta quarta-feira, em que o presidenciável do PSL aparece agradecendo aos eleitores do Estado. “Eu vi esse vídeo e o Bolsonaro faz apenas uma saudação a Reinaldo Azambuja e agradece pela votação recebida”, observou o pedetista.

 

fonte: Juiz Odilon 12

Facebook: Comente Aqui