EXPEDIENTE
Empate mostrou equilíbrio entre as equipes

No Castelo do Dragão, Atlético-GO e Internacional ficam no empate sem gols

Fonte: Gazeta Esportiva

No meio da tabela, Atlético-GO e Internacional se encontraram neste sábado. Em jogo equilibrado, as duas equipes não balançaram a rede no Castelo do Dragão e ficaram no empate por 0 a 0.

Mesmo fora de casa, a primeira grande oportunidade foi colorada. Depois de nove minutos de equilíbrio, o zagueiro não conseguiu afastar e Yuri Alberto finalizou em cima do goleiro adversário.

O Atlético respondeu mais tarde e de forma objetiva – Arnaldo atacou pela direita e chutou cruzado para André Luiz completar para o fundo da rede. Porém a arbitragem viu impedimento e anulou o tento goiano.

Sem grandes emoções, as duas equipes foram para o vestiário com o marcador zerado.

No segundo tempo, o Dragão iniciou com maior ímpeto. Primeiro com Janderson finalizando cruzado, mas em posição irregular. Em seguida, João Paulo chutou da grande área e o zagueiro Bruno Méndez salvou em cima da linha.

O jogo esfriou no Castelo do Dragão – enquanto o Atlético tinha a bola, mas sem efetividade, o Inter apostava no contra golpe. Aos 28 minutos, Heitor arriscou de fora e parou na trave.

A partir do susto, o Colorado cresceu na reta final e acumulou boas oportunidades com Caio Vidal e Palacios. Ainda assim, o marcador seguiu zerado e as duas equipes amargaram o empate.

O resultado final deixa o Atlético com 25 pontos na tabela, em sétimo lugar. Ao mesmo tempo, o Inter é meio de tabela com 23 pontos, na décima colocação.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
Data: 29 de agosto de 2021, domingo
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos e Edevan de Oliveira Pereira
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia
Cartões amarelos: Zé Roberto (ACG) Rodrigo Dourado, Patrick, Palacios (INT)

ATLÉTICO-GO: Fernando Miguel; Arnaldo, Wanderson, Éder e Igor Cariús; Gabriel Baralhas, Willian Maranhão, André Luís (Rickson) e Arthur Henrique (Janderson); Zé Roberto (Montenegro) e João Paulo.
Técnico: Eduardo Barroca

INTERNACIONAL: Daniel; Heitor, Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Dourado, Johnny (Guerrero), Edenilson, Taison (Palacios) e Patrick (Caio Vidal); Yuri Alberto (Maurício).
Técnico: Diego Aguirre

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!