EXPEDIENTE
Vítima não resistiu aos ferimentos e não tinha carteira de habilitação

Morre mulher que ficou presa às ferragens após colisão entre Celta e caminhão na Guaicurus

Fonte: Por Danielle Errobidarte do Midiamax

A motorista do Chevrolet Celta, que colidiu contra um caminhão na manhã desta sexta-feira (5) na Avenida Guaicurus, em Campo Grande, faleceu horas depois do acidente, após receber socorro na Santa Casa.

 

Miriam Andrade Menezes, de 30 anos, não resistiu aos ferimentos.

 

Conforme informações policiais, apesar da avenida ser de pista dupla, o trecho em que ocorreu o acidente é de pista simples, pois a via dupla não está terminada.

 

O local tem dois pontos de ônibus, que, segundo o boletim de ocorrência, comprovam que o motorista do caminhão estava na mão correta.

 

Segundo a Santa Casa, Miriam chegou ao hospital já entubada e em estado gravíssimo após episódio de parada cardiorrespiratória, sendo revertida.

 

Ela ficou na área vermelha do pronto-socorro para estabilizar quadro, porém evoluiu com nova parada, sem sucesso ao protocolo de reversão do quadro.

 

Ainda enquanto equipes do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e da Perícia estavam no local, receberam a informação de que Miriam não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

 

O motorista foi qualificado como testemunha, e foi constatado que Miriam não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O acidente

O acidente aconteceu por volta das 6 horas da manhã. O caminhoneiro envolvido na colisão contou ao Jornal Midiamax que havia descarregado carvão em Aquidauana e que seguia na volta pela avenida, sentido bairro Itamaracá.

 

A motorista seguia na avenida e próximo ao cruzamento com a rua Domingos Sahib acabou perdendo o controle do carro rodando na pista.

 

Nesse local, existe uma depressão no asfalto, que pode ter feito com que a motorista perdesse o controle do carro. De acordo com o caminhoneiro, ela estava em alta velocidade.

 

Após perder o controle, ela bateu a lateral do carro no caminhão e rodou mais uma vez na pista parando com o veículo no meio-fio.

 

Com a batida, houve um princípio de incêndio no carro, controlado pelo caminhoneiro com água de uma garrafa pet.

 

A mulher ficou presa nas ferragens e os bombeiros tiveram que usar um desencarcerador para socorrê-la. Ela foi encaminhada em estado grave para a Santa Casa. No momento do acidente, a vítima estava sozinha.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!