CONTATO
EXPEDIENTE
Após 80 dias internado

Morre Maguito Vilela, prefeito de Goiânia que venceu a eleição enquanto lutava contra a covid-19

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Fonte: Por Marina Novaes, do El País

Morreu nesta quarta-feira, aos 71 anos, Maguito Vilela (MDB), prefeito licenciado de Goiânia, que estava há mais de 80 dias internado em decorrência de complicações causadas pela covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria do político e pela Prefeitura. Vilela foi diagnosticado com a doença em outubro de 2020, semanas antes da realização do 1º turno das eleições municipais, em 15 de novembro, que o levaram ao segundo turno quando ainda estava intubado. Ainda hospitalizado, venceu o adversário Vanderlan Cardoso (PSD) e foi eleito prefeito da capital goiana.

Maguito Vilela foi hospitalizado em Goiânia em 22 de outubro após um exame confirmar que havia contraído o coronavírus. Dias depois, foi transferido para São Paulo. Ele estava internado desde 27 de outubro na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein. De acordo com a assessoria do político, ele já havia se recuperado da covid-19, mas contraiu uma infecção pulmonar na semana passada e morreu.

Em agosto de 2020, a pandemia impôs uma tragédia pessoal ao emedebista, que perdeu duas irmãs para a covid-19. Nelma Vilela faleceu aos 76 anos, no dia 19 de agosto. Nove dias depois mais tarde a irmã mais velha do político, Nelita Vilela, 82, também vítima da doença.

Ainda internado, Vilela tomou posse como prefeito de Goiânia em 1º de janeiro de maneira virtual, através de uma assinatura eletrônica, na UTI do hospital. Advogado e professor, Maguito Vilela ocupou vários públicos no Estado de Goiás: foi vereador, deputado, governador e senador.

O emedebista evitou o quanto pôde fazer campanha nas ruas, a pedido da família, que temia pela sua saúde. Ele pedia a sua equipe de campanha o uso constante de máscaras de proteção e de álcool em gel, conforme relataram várias pessoas próximas na ocasião do primeiro turno. Na reta final da disputa, no entanto, passou a fazer carreatas e a pedir votos nas ruas.

Com a morte de Maguito Vilela, Goiânia fica sob o comando do vice-prefeito, o pastor Rogério Cruz (Republicanos), que assumiu como prefeito interino em 1º de janeiro. “Me deixa uma grande responsabilidade de fazer Goiânia seguir em frente juntamente com uma equipe de excelência”, escreveu em suas redes sociais.

Desde o início da pandemia ao menos 2.135 pessoas morreram em decorrência da covid-19 em Goiânia, cidade com 1,5 milhão de habitantes. O município teve 89.469 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. A cidade atualmente tem 77% dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 ocupados.

A família de Vilela informou que o corpo do prefeito será levado de São Paulo para Goiás e deve ser sepultado em Jataí, sua cidade natal, a 320 quilômetros da capital.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
LEIA TAMBÉM!!!