EXPEDIENTE
Postagem ficou 20 minutos no ar antes de ser apagada. Equipe do ex-juiz informou que trata-se de um canal fake, que foi removido pela plataforma

Moro se atrapalha e publica link para canal no Telegram com conteúdo pornográfico

Fonte: Por Carolina Fortes da Revista Fórum

O ex-juiz Sergio Moro publicou na madrugada desta quarta-feira (3) em seu perfil oficial no Twitter um link para um grupo no Telegram que continha imagens pornográficas. A postagem ficou quase 20 minutos no ar antes de ser apagada.

 

A equipe do ex-ministro informou, em resposta à Revista Fórum, que trata-se de um canal fake, criado com o usuário “sf_moro”. Afirmou, ainda, que não houve hackeamento e que o canal foi apagado pelo próprio Telegram.

 

 

A postagem feita por Moro dizia, em inglês, “este post é para o Telegram, eu quero obter esse nome de usuário” e conduzia para um canal no aplicativo em nome do ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro.

 

No canal do Telegram aparecia uma mensagem sobre o espaço ter sido utilizado para veiculação de material pornográfico. “Este canal não pode ser exibido porque foi usado para divulgar conteúdo pornográfico”.

 

Segundo relatos, o perfil do blogueiro Allan dos Santos, que está foragido nos Estados Unidos, foi visto por quem entrava no canal. No entanto, não é possível saber se o bolsonarista tem algo a ver com o ataque.

Julgado e condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como juiz “suspeito” e “parcial” nas ações movidas contra o ex-presidente Lula no âmbito da Lava Jato, Moro confirmou sua filiação no Podemos. O ato vai acontecer no dia 10 novembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!