EXPEDIENTE
Show de Messi

Messi dá show, Argentina vence Equador e está na semifinal da Copa América

Fonte: LANCE!

A Argentina está na semifinal da Copa América de 2021.

Os argentinos venceram a seleção equatoriana por 3 a 0, na noite deste sábado (3), no Estádio Olímpico, em Goiânia.

Os gols foram marcados pelo meia Rodrigo De Paul e pelos atacantes Lautaro Martínez e Lionel Messi.

O adeus do Equador na competição garante o retorno antecipado de dois jogadores que atuam no Brasil para suas respectivas equipes.

O zagueiro Robert Arboleda e o volante Alan Franco poderão voltar para São Paulo e Atlético-MG, respectivamente, para a disputa do Brasileirão.

ETAPA INICIAL 

O primeiro tempo do jogo foi de muita movimentação e de ótimas chances de gol para ambos os times, que deram muito trabalho para os dois goleiros – principalmente para o defensor da meta equatoriana.

Aos 13 minutos, Lautaro Martínez recebeu dentro da área, tirou do goleiro e chutou para o gol aberto, mas o zagueiro são-paulino Arboleda apareceu no momento correto para evitar o gol argentino.

Dona do jogo, a Argentina perdeu uma chance impressionante nos pés de Messi aos 22 minutos.

Após um recuo errado de Gruezo, o camisa 10 ficou totalmente livre e na cara do goleiro Galíndez, mas parou no pé da trave esquerda.

A resposta equatoriana saiu um minuto depois do lance perdido por Messi e por pouco não fez uma pintura em Goiânia.

Após levantamento de Mena, Méndez acertou um belo sem-pulo e obrigou o goleiro Martínez a voar para tirar a bola da direção do gol.

O placar se movimentou pela primeira vez aos 39 minutos.

Após dividida entre o goleiro equatoriano e González, Messi recuperou a bola e deixou a bola com De Paul livre dentro da área, que dominou e apenas teve o trabalho de balançar as redes equatorianas.

Aos 44 minutos a Argentina quase ampliou o placar. Após cobrança de falta de Messi, Nicolás González apareceu no meio da área e testou para uma excelente defesa de Galíndez.

No rebote, o duelo entre meia e goleiro se repetiu e novamente o arqueiro operou um milagre para evitar o segundo gol argentino.

O Equador perdeu a sua melhor chance nos acréscimos da primeira etapa.

Aos 47 minutos, Valencia apareceu completamente livre na pequena área após cruzamento de Mena, mas cabeceou errado e a bola saiu sem direção.

ETAPA COMPLEMENTAR

A primeira boa chance da segunda etapa saiu aos 12 minutos e foi do Equador.

Após ótima troca de passes, Valencia recebeu dentro da área e chutou à queima roupa e obrigou Martínez a operar um milagre.

Aos 18 minutos os equatorianos chegaram novamente e desta vez a sorte ajudou a Argentina. Plata aproveitou a sobra de um cruzamento errado e chutou do bico da entrada da área, mas a bola desviou em Paredes e por muito pouco não encontrou a rede argentina.

O Equador criou e teve chances de empatar, mas quem balançou as redes no segundo tempo foi a Argentina.

Aos 38 minutos, o ataque argentino aproveitou um erro na saída de bola do zagueiro Hincapié, Di María roubou a bola e Messi deixou Lautaro Martínez livre, que só teve o trabalho de tirar do goleiro e aumentar a vantagem dos Hermanos.

Sem nada para perder, o Equador ficou vulnerável ao poderoso ataque argentino.

Aos 43 minutos, De Paul lançou Di María, que só foi parado na falta. Ao cometer a infração, o zagueiro Hincapié foi expulso. Na falta – cobrada aos 47 minutos – Messi cobrou com perfeição, no ângulo do goleiro equatoriano e fechou o placar favorável aos argentinos.

SEQUÊNCIA
Com a vaga garantida na semifinal da Copa América, a Argentina vai encarar a Colômbia em busca da participação na decisão da competição internacional.

O jogo está marcado para a próxima terça-feira (6), às 22h (de Brasília) no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

FICHA TÉCNICA
Argentina 3×1 Equador

Local: Estádio Olímpico, Goiânia (GO)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (BRA)
Auxiliares: Danilo Manis (BRA) e Bruno Pires (BRA)
VAR: Wagner Reway (BRA)
Cartões amarelos: Otamendi, Nicolás González (ARG); Preciado, Alan Franco (EQU)
Cartão vermelho: Hincapié (EQU)
Gols: Rodrigo de Paul (39’/1ºT), Lautaro Martínez (38’/2ºT), Messi (48’/2ºT)

Argentina: Emiliano Martínez; Nahuel Molina, Nicolás Otamendi, Germán Pezzella e Marcos Acuña; Leandro Paredes (Guido Rodríguez, aos 25/2ºT), Giovani Lo Celso (Ángel Di María, aos 25/2ºT) e Rodrigo de Paul; Lionel Messi, Nicolás González (Nicolás Tagliafico, aos 37/2ºT) e Lautaro Martínez (Sergio Aguero, aos 48/2ºT).
Técnico: Lionel Scaloni.

Equador: Hernán Galíndez; Angelo Preciado (Leonardo Campana, aos 37/2ºT), Robert Arboleda, Piero Hincapié e Diego Palacios (Gonzalo Plata, aos 0/2ºT); Carlos Gruezo (Michael Estrada, aos 0/2ºT), Alan Franco (Moisés Caicedo, aos 24/2ºT), Jhegson Méndez, Ángel Mena e Pervis Estupiñán; Enner Valencia.
Técnico: Gustavo Alfaro.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!