EXPEDIENTE
Mais uma atividade essencial

Marçal apoia projeto que considera essenciais as atividades de beleza em MS

Fonte: Assessoria

O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) apoia o Projeto de Lei 82/2021 que tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul que reconhece como essencial a atividade realizada por profissionais da área da beleza como cabeleireiros, manicures, barbeiros, esteticistas, maquiadores e afins.

 

O projeto vai para votação final nesta terça-feira (13) e se aprovado segue para sanção do governador.

De autoria do deputado Coronel David (sem partido), o projeto impede o fechamento de estabelecimentos do ramo de beleza durante a vigência de decretos de lockdown na pandemia da Covid-19.

 

Para Marçal, as atividades de beleza prestam serviços que claramente se enquadram no conceito de higiene, para que o indivíduo tenha sensação de bem-estar, saúde e conforto íntimo e mental.

O projeto contém um protocolo de biossegurança para que todos os estabelecimentos possam adotá-lo como regra no período da pandemia, uma forma de garantir mais tranquilidade ao empresariado e aos clientes.

“São medidas que trazem segurança para todos. Como estamos retomando a economia, temos o dever de apoiar os empresários, independente do porte de sua empresa, seja um microempreendedor individual, que trabalha sozinho, bem como para aqueles que empregam funcionários. Precisamos garantir tranquilidade para a população trabalhar”, afirma o deputado Marçal Filho.

Cenário otimista

Enquanto Mato Grosso do Sul avança na imunização com mais de 2 milhões de doses aplicadas, o cenário crítico registrado no início de junho, já apresenta quedas significativas de diversos indicadores, entre eles a ocupação de leitos, taxa de contágio, número de casos e também de óbitos.

O último boletim epidemiológico apresentado pela Secretaria de Saúde (SES) nesta segunda-feira (12) mostra que houve queda de 52% de internações nos últimos 30 dias no estado.

 

Outro destaque do boletim é o número de óbitos que pela primeira vez em muito tempo fica abaixo de dois dígitos com 09 mortes registradas.

Ainda assim, o momento é de cautela.

 

“Precisamos continuar adotando todas as medidas de biossegurança, como o uso de máscara, higienização e distanciamento”, diz Marçal Filho.

 

A expectativa do estado é a de vacinar pelo menos 80% da população adulta até o final do mês de agosto.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!