EXPEDIENTE
Caso foi registrado como morte a esclarecer

Major é encontrado morto em Campo Grande

Fonte: Por Thatiana Melo do Midiamax

O major do Exército, Ênio Vinícius de Barros de Oliveira de 40 anos, foi encontrado morto dentro de seu veículo Tiggo, na noite dessa quarta-feira (2), em Campo Grande, no bairro Coophatrabalho.

 

Informações são de que, Ênio havia mandado uma mensagem para uma colega, sargento, por volta das 23h10 dessa quarta (2) dizendo que tiraria a própria vida, mas segundo o relato dela só viu a mensagem cerca de 30 minutos depois.

 

Nesse momento, ela avisou o capitão e foram até a casa de major e o encontraram dentro de seu carro.

 

A perícia foi acionada e a causa da morte teria sido causada por asfixia por inalação de gases. Segundo informações, o major estava fazendo tratamento psicológico.

Ajuda

Em Mato Grosso do Sul, o GAV (Grupo Amor Vida) oferece apoio emocional imediato para pessoas que estão precisando de ajuda por não se sentirem bem por estarem em crise.

 

O GAV é uma associação civil sem fins lucrativos fundada no ano de 2001 e com sede em Campo Grande.

 

Nos Caps (Centros de Atenção Psicossocial) e ambulatórios de saúde mental em 24 cidades de MS, as pessoas podem procurar atendimento médico especializado, com acolhimento 24 horas a pacientes com transtornos psíquicos e sem a necessidade de agendamento antecipado.

 

Campo Grande conta com seis Caps e cada um disponibiliza uma equipe multidisciplinar de profissionais composta por terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos, psicólogos e psiquiatras, que devem avaliar o paciente e encaminhar ao tratamento mais adequado de acordo com o diagnóstico, de acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

 

Além disso, o serviço de urgência e emergência, se trata de um atendimento geral que deve avaliar e encaminhar o paciente quando há um quadro de surto ou risco iminente à vida.

 

Este serviço é ofertado em seis UPA (Unidades de Pronto Atendimento), com funcionamento 24 horas e quatro CRSs (Centros Regionais de Saúde), onde, com a chegada de um paciente neste quadro, já é acionado um psiquiatra da rede para fazer o acompanhamento dele.

 

Na Capital, no CEM (Centro Especializado Municipal) funciona o Ambulatório de Saúde Mental.

 

Os agendamentos são feito através do sistema de regulação e a unidade conta com acolhimento e avaliação por profissionais a fim de encaminhar o paciente ao tratamento adequado.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!