Juíza copiou trechos inteiros da sentença de Moro na nova condenação de Lula, diz defesa

Gabriela Hardt e Sergio Moro (Montagem/Reprodução Youtube/Agência Brasil)

Por Revista Fórum*

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai apontar, no recurso contra a sua condenação no caso do sítio de Atibaia (SP), semelhanças na redação da sentença proferida pela juíza federal Gabriela Hardt com a redigida pelo então juiz Sergio Moro no do tríplex.

Hardt alterou a ordem de trechos, mas utilizou frases e expressões idênticas àquelas utilizadas pelo hoje ministro, de acordo com os advogados.

Na parte em que trata da dosimetria da pena, um parágrafo inteiro é idêntico ao escrito por Moro em 2017.

Preso desde abril do ano passado em Curitiba pelo processo do “triplex do Guarujá”, o ex-presidente Lula foi condenado, na semana passada, a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo sobre o chamado “sítio de Atibaia”. A sentença foi proferida por Hardt, que substituiu Sérgio Moro na Lava Jato de Curitiba.

De acordo com o Ministério Público Federal, Lula teria recebido R$ 1 milhão em propinas da Odebrecht, OAS e Schahin em forma de reformas em uma propriedade rural em Atibaia, no interior de São Paulo, que está em nome de Fernando Bittar. Para a força-tarefa da Lava Jato, as reformas teriam sido feitas para adequar o sítio às necessidades de Lula, que frequentava o local com sua família.

Com informações do Painel, da Folha

Facebook: Comente Aqui