EXPEDIENTE
Jogadores chegaram a ficar presos

Jogo das Eliminatórias Africanas entre Guiné e Marrocos é cancelado após Golpe de Estado

Fonte: GE

Não foi somente na América do Sul que a tabela das Eliminatórias para Copa do Mundo de 2022 ganhou um asterisco nessa Data Fifa.

Assim como Brasil x Argentina, o duelo entre Guiné e Marrocos, válido pelas Eliminatórias Africanas e que seria realizado nesta segunda-feira, foi cancelado.

O motivo não foi nenhuma questão sanitária, mas, sim, um Golpe de Estado em Guiné, país localizado na África Ocidental.

“A atual situação política e de segurança na Guiné é bastante volátil e está sendo monitorada de perto pela Fifa e CAF (Confederação Africana de Futebol) Para garantir a segurança de todos os jogadores e para proteger todos os árbitros, a FIFA e a CAF decidiram adiar a partida. As informações de reprogramação serão disponibilizadas em uma data posterior”, disse a CAF, em comunicado oficial.

 

Soldados que organizaram um levante na capital da Guiné no domingo disseram na televisão estatal que dissolveram o governo e a constituição e fecharam todas as fronteiras terrestres e aéreas.

No entanto, o ministério da defesa disse que um ataque ao palácio do presidente Alpha Conde foi repelido.

Conde, cujo paradeiro não foi imediatamente esclarecido, ganhou um terceiro mandato em outubro, após mudar a constituição para permitir que ele se candidatasse novamente, apesar dos violentos protestos da oposição.

A seleção marroquina chegou a ficar presa em seu hotel durante parte do último domingo devido a falta de voos. No início da noite, entretanto, a delegação, que conta com jogadores de renome como lateral Hakimi, do PSG, conseguiu deixar o país.

Jogador do Liverpool, o meia Naby Keita, de Guiné, por sua vez, segue no país. O Liverpool está trabalhando na liberação do jogador para que ele retorne à Inglaterra.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!