EXPEDIENTE
Queima de entorpecentes

Já dura quase 24 horas a queima da maior apreensão de droga do Brasil

Fonte: Assessoria

A Polícia Militar Rodoviária Estadual deve encerrar na noite desta terça-feira (13), a queima da maior quantidade de maconha apreendida de uma única vez no Brasil.

 

A apreensão aconteceu no sábado (10), depois que o condutor de uma carreta tentou burlar a fiscalização, mas foi preso pela PMR (Polícia Militar Rodoviária) que descobriu 36,5 toneladas de drogas, na MS-279, entre o distrito de Lagoa Bonita e Deodápolis.

Quando era trazida para Dourados a carreta lotada de maconha apresentou problemas mecânicos, o que acabou atrasando o início da incineração do entorpecente que está ocorrendo em uma indústria no Distrito Industrial.

 

Segundo a polícia, parte da droga foi destruída e a outra ainda será trazida para Dourados, já que o caminhão apresentou problemas mecânicos, não sendo possível fazer o transporte de todo o entorpecente.

 

Ao ser abordado no sábado o motorista morador em Nova Andradina que não teve o nome divulgado apresentou uma nota de transporte de soja.

 

O carregamento deveria ser levado para São Paulo.

 

A soja foi embarcada em Rio Brilhante e depois ele seguiu para Ponta Porã, onde quase todo o cereal foi descarregado as 36,5 tonelada de maconha foram escondidas.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!