EXPEDIENTE
Em entrevista, ministro russo disse que líder nazista "tinha origens judaicas"

Israel critica comentários de Lavrov sobre Hitler e convoca embaixador russo

Fonte: Por Dan Williams da Reuters

Israel denunciou nesta segunda-feira (2) o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, por sugerir que o líder nazista Adolf Hitler tinha raízes judaicas e exigiu um pedido de desculpas de Moscou.

 

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Yair Lapid, disse que o embaixador russo será convocado para “uma conversa dura” sobre os comentários, que Lavrov fez no domingo (1) em entrevista à televisão italiana.

 

“É uma declaração imperdoável e escandalosa, um terrível erro histórico, e esperamos um pedido de desculpas”, disse Lapid ao site de notícias YNet.

 

Durante sua entrevista ao canal italiano Rete 4, Lavrov foi questionado sobre como a Rússia poderia alegar que precisava “desnazificar” a Ucrânia quando o presidente do país, Volodymyr Zelenskiy, era judeu.

 

“Quando eles dizem ‘que tipo de nazificação é essa se somos judeus’, bem, acho que Hitler também tinha origens judaicas, então isso não significa nada”, disse Lavrov, falando por meio de um intérprete italiano.

 

“Há muito tempo ouvimos o sábio povo judeu dizer que os maiores antissemitas são os próprios judeus”, acrescentou.

 

Dani Dayan, presidente do Yad Vashem, o memorial de Israel aos seis milhões de judeus mortos no Holocausto, chamou os comentários de Lavrov de “um insulto e um duro golpe para as vítimas do verdadeiro nazismo”.

 

Falando na rádio Kan de Israel, Dayan disse que Lavrov estava espalhando “uma teoria da conspiração antissemita sem base em fatos”.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!