EXPEDIENTE
Heptacampeão mundial desafia novo diretor de prova da Fórmula 1 que quer fazer valer antiga regra contra joias durante corridas e treinos

Hamilton diz que teria de arrancar orelha para cumprir proibição de piercing na Fórmula 1

Fonte: GE

Lewis Hamilton está em conflito com os chefes da Fórmula 1. Depois de o novo diretor de corrida Niels Wittich lembrar os pilotos da regra de proibição de joias durante as corridas, o heptacampeão mundial desafiou e avisou que não pretende retirar seus piercings.

O britânico da Mercedes disse que -teria de arrancar a orelha para cumprir a regra.

– Tem coisas que não consigo mexer. Eu literalmente não consigo tirar esses (apontando para a orelha direita). São literalmente soldados. Eu teria que arrancar a orelha ou algo assim. Então eles vão ficar. Não tenho planos de remover. Sinto que há coisas pessoais e você deve ser quem você é. E vou continuar fazendo isso – disse Hamilton, quarto colocado no GP da Austrália, no último domingo.

A proibição de joias durante treinos e corridas foi introduzida em 2004 pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo), mas costumava ser ignorada. Niels Wittich, porém, enviou uma nota aos pilotos informando da intenção de fazer valer a regra, prometendo checagem antes da largada.

Os pilotos vão ter algumas semanas para se adaptarem à antiga regra.

No entanto, não foram divulgadas quais possíveis consequências podem encarar quem descumprir a proibição de joias, como pretende fazer Hamilton.

Lewis Hamilton entra na temporada 2022 como o principal desafiante ao título de Max Verstappen — Foto: Hasan Bratic/DeFodi Images via Getty Images

Lewis Hamilton entra na temporada 2022 como o principal desafiante ao título de Max Verstappen — Foto: Hasan Bratic/DeFodi Images via Getty Images

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!