EXPEDIENTE
Virada heróica

Flamengo vira para cima da Chapecoense e se recupera no Brasileirão

Fonte: Gazeta esportiva

Sob olhares do novo técnico Renato Gaúcho, o Flamengo levou um susto, mas virou para cima da Chapecoense e evitou um filme repetido.

 

A vitória por 2 a 1, neste domingo, no Maracanã, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, alivia a crise rubro-negra, após duas derrotas seguidas e a queda de Ceni.

 

De um camarote no Maracanã, Renato viu o Flamengo apresentar um roteiro repetido. Teve mais posse de bola, criou e… vacilou.

 

A Chapecoense saiu na frente após erro de Diego Alves.

 

A diferença em relação aos últimos jogos é que o clube carioca conseguiu virar, no talento de Arrascaeta e graças a um golaço de Michael.

 

O resultado alivia a pressão para o início de trabalho de Renato Gaúcho, que será na Libertadores.

 

O técnico precisa arrumar a casa rapidamente e fazer o time mais incisivo, que, além de dominar, consiga transformar em gols e não levar tantos sustos.

O Flamengo agora tem 15 pontos e está na 9ª colocação do Brasileiro (tem dois jogos a menos).

 

Já a Chapecoense continua sem vencer, com quatro pontos, no 19º lugar.

 

O próximo compromisso do Flamengo pelo Brasileiro é contra o Bahia, fora de casa, no domingo, às 18h15 (de Brasília)

 

Antes, o Rubro-Negro entra em campo pela Libertadores.

 

O jogo de ida das oitavas de final contra o Defensa Y Justicia é nesta quarta, na Argentina, às 21h30 (de Brasília).

 

Já a Chapecoense recebe o Cuiabá, no domingo, na Arena Condá.

 

Com a demissão de Rogério Ceni, Maurício Souza comandou o Flamengo contra a Chapecoense e surpreendeu na escalação.

 

Ele lançou Léo Pereira na zaga e Rodrigo Muniz ao lado de Pedro, além de Thiago Maia, na vaga do suspenso João Gomes.

O Flamengo teve o retorno de Éverton Ribeiro, vice da Copa América com o Brasil.

 

Já Gabigol não foi relacionado, punido pelo clube pelo episódio em que não se apresentou em Curitiba, para duelo pela Copa do Brasil.

 

Os desfalques, além de Gomes, foram Rodrigo Caio, poupado, e Bruno Henrique, lesionado.

 

O Flamengo, com mais posse de bola, logo ameaçou com Thiago Maia, aos cinco minutos.

 

Ele recebeu de Pedro e chutou de fora da área. João Paulo defendeu em dois tempos. Por falar em Pedro.

 

O centroavante ficou na bronca com a arbitragem de Paulo Cesar Zavonelli (MG).

 

Pedro foi puxado na área, mas o juiz nada marcou e nem tampouco o VAR recomendou a revisão.

O clube carioca encontrava dificuldade em criar, apesar de pressionar a Chapecoense.

 

Foi assim que Éverton Ribeiro ficou com rebote e chutou para fora. Recuada, a Chape buscava um contra-ataque ou erro do clube carioca.

 

O vacilo de Léo Pereira por pouco não foi fatal. O zagueiro se atrapalhou com a bola, Anselmo Ramon lançou Fabinho.

 

Ele saiu cara a cara com Diego Alves, mas viu o goleiro brilhar e salvar o Fla.

 

No fim do primeiro tempo, o Flamengo voltou a assustar.

 

Éverton Ribeiro achou Pedro, mas João Paulo espalmou a finalização do atacante.

 

Com pouca criatividade e pecando no passe decisivo, o clube carioca decepcionou na etapa inicial.

Maurício Souza trocou logo no intervalo.

 

Ele lançou Michael no lugar de Muniz e desfez o esquema com dois centroavantes.

 

O Flamengo quase abriu o placar pelo alto. Gustavo Henrique, após cobrança de escanteio, obrigou João Paulo a salvar a Chapecoense.

 

A finalização de Arrascaeta tirou tinta da trave.

O Flamengo passou a criar mais. João Paulo defendeu cabeçada de Pedro. Não fez e foi castigado.

 

Diego Alves falhou após cobrança de falta e deu rebote nos pés de Perotti, que havia acabado de entrar: 1 a 0.

 

Michael teve a chance para empatar, mas João Paulo defendeu e Pedro não conseguiu aproveitar o rebote.

 

Maurício colocou Vitinho no lugar de Thiago Maia. Quem deixou tudo igual foi Arrasceta.

 

Aos 32 minutos, após cruzamento de Isla, ele bateu da entrada da área e fez 1 a 1, aos 32 minutos.

 

A virada aconteceu quatro minutos depois. Michael fez fila na zaga da Chapecoense, driblou o goleiro e fez um golaço: 2 a 1.

 

A Chape assustou com Kaio Nunes, mas Diego Alves defendeu a finalização.

 

O Flamengo se recuperou no Brasileiro e voltou a vencer.

 

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2X1 CHAPECOENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11/07/2021, domingo
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
VAR: Frederico Soares Vilarinho (MG)
Cartão amarelo: Arrascaeta, Léo Pereira e Vitinho (Flamengo) e Busanello, Fernandinho e Anselmo Ramon (Chapecoense)

Gols:
Flamengo: Arrascaeta, aos 32′ do 2ºT, e Michael, aos 36′ do 2ºT
Chapecoense: Perotti, aos 21′ do 2ºT

FLAMENGO: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia (Vitinho), Arrascaeta (Piris da Motta) e Éverton Ribeiro; Rodrigo Muniz (Michael) e Pedro.
Técnico: Maurício Souza.

CHAPECOENSE: João Paulo; Derlan, Ignácio e Felipe Santana; Matheus Ribeiro, Anderson Leite, Lima (Geuvânio) e Busanello (Tiago Coser); Fernandinho (Foguinho), Fabinho (Kaio Nunes) e Anselmo Ramon (Perotti).
Técnico: Jair Ventura.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!