EXPEDIENTE
Moradores e comerciantes da Capital contabilizam prejuízos após 3 dias sem luz

Em reunião com Marquinhos, Energisa promete ‘fim do apagão’ em bairros de Campo Grande até quarta

Fonte: Por Marcelo Nantes Do Midiamax

Após uma hora e meia de reunião com representantes da Energisa, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), afirmou que a empresa se comprometeu a restabelecer o fornecimento de energia elétrica a todos os bairros da Capital “até no mais tardar, quarta-feira (20)”.

“Eles (a Energisa) apontam que menos de 10% das unidades de consumidores (casas) estão sem energia. Garantem que trouxeram pessoas de fora para auxiliar no trabalho. Estão atuando com força máxima. Se comprometeram a recuperar o fornecimento até, no mais tardar, quarta-feira”, explicou o prefeito no começo da tarde à reportagem do Jornal Midiamax.

Marquinhos Trad afirmou que existem em Campo Grande 280 mil unidades consumidoras — cada uma com, em média, quatro pessoas. Desse total, 18 mil ficaram sem energia. “E deste montante, 90% já tiveram o fornecimento de luz restabelecido”.

“De acordo com a Energisa, não existe na Capital um bairro totalmente sem fornecimento de energia. O que ainda acontece é uma ou outra casa de um mesmo bairro, isoladamente, sem luz”, explicou o prefeito. Ao prefeito, a companhia elétrica disse que vai priorizar o atendimento de residências onde moram idosos ou com comorbidades.

O plano de recuperação para os danos causados pelas tempestades de quinta (14) e sexta-feira (15) vai continuar em execução até o fim desta semana. De acordo com o prefeito, o vendaval da semana passada derrubou 254 árvores. “Temos 280 mil plantadas, caíram 254”, afirmou.

Prejuízos

Por toda a cidade, há relatos de moradores e comerciantes que contabilizam prejuízos causados pela queda de luz, após a tempestade da sexta-feira.

Tudo começou na tempestade de poeira que atingiu a Capital na tarde de sexta-feira (15), com rajadas de vento acima de 100 km/h. Centenas de árvores foram derrubadas e milhares de famílias ficaram sem fornecimento de energia elétrica. Em alguns pontos, o serviço foi restabelecido em poucas horas, mas, na maioria dos locais, cidadãos ficaram mais de 30 horas sem luz.

A lista contém bairros cujas reclamações dos moradores chegaram até a reportagem, seja pelo canal de comunicação pelo WhatsApp ou pelas redes sociais. O Jornal Midiamax entrou em contato com a Energisa e aguarda posicionamento da concessionária com a lista completa de bairros que continuam afetados pela falta de energia.

  • Jardim Corcovado
  • Amambaí
  • Nova Lima
  • Pioneiros
  • Morada do Sol
  • Jardim Ouro Preto
  • Taveirópolis
  • Jardim Jacarandá
  • Estrela Dalva II
  • Aldeia Urbana Água Bonita
  • Jardim Colibri
  • Jardim Centro-Oeste
  • Vila Bandeirantes

Ressarcimento

A diretora do Concen (Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa-MS), Rosimeire Costa, informou que todos os consumidores que ficaram sem energia além do prazo permitido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) devem ser compensados pela concessionária. “Tem previsão de compensação pela falta de energia durante esse período”, informa.

Há limites mensais estipulados pela Aneel que devem ser cumpridos pela Energisa. O número varia em Campo Grande, mas fica em torno de 3 horas mensais de interrupção na maioria das regiões da cidade. A partir daí, a distribuidora precisa compensar o cliente. O valor deve ser descontado da fatura em até dois meses após a interrupção.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!