EXPEDIENTE
Valentão em fuga

Daniel Silveira pede asilo a quatro embaixadas e nenhuma aceita

Fonte: Por Lucas Vasques, da Revista Fórum

De volta à cadeia desde o dia 24 de junho, o deputado federal bolsonarista, Daniel Silveira (PSL-RJ), pediu asilo diplomático para quatro embaixadas. Todas recusaram, de acordo com informações da coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles.

A defesa de Silveira não revelou quais os países que foram alvos da solicitação. Porém, afirmou que três são da Europa e um da Ásia.

As negativas das embaixadas ocorreram, entre outras razões, porque os países não são signatários da Carta de Caracas, o que impossibilita a concessão de asilo.

Os advogados do deputado bolsonarista descartam, por enquanto, pedir asilo a outras embaixadas, pois isso poderia provocar problemas diplomáticos.

O asilo diplomático é concedido em situações de perseguição, o que, evidentemente, não é o caso de Silveira.

O bolsonarista foi preso em fevereiro de 2021 por ter atacado ministros do STF. Em vídeo, ele defendeu o AI-5 e o fechamento do Supremo.

As duas reivindicações são inconstitucionais. Em março, ele passou a cumprir pena em regime domiciliar, monitorado por tornozeleira eletrônica, retornando à prisão ao final de junho.

Retorno à prisão

Silveira chegou a pular o muro de sua casa para tentar fugir da nova prisão, determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na quarta-feira (24), de acordo com relatório da Polícia Federal (PF). Os agentes relatam que o parlamentar “pulou o muro de sua residência”, mas que, ao se deparar com o policial, “retornou prontamente”.

A PF diz ainda ter chegado ao endereço de Silveira, em Petrópolis (RJ), às 15h10 de quarta. O documento diz que um dos policiais conseguiu observar a tentativa de fuga do deputado, mas que, como ele retornou “prontamente”, o mandado de prisão foi cumprido às 15h15.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!