EXPEDIENTE
Goleiro Diogo Silva pega duas cobranças e deixa o campo como herói do Galo

CRB vence o CSA no tempo normal e nos pênaltis e está na decisão do Alagoano

Fonte: GE
  • Galo vira finalista!

    O CRB quebrou as vantagens do CSA nesta quarta. Era visitante no Rei Pelé e precisava vencer para pelo menos forçar a decisão nos pênaltis. Conseguiu.

     

    No tempo normal, ganhou por 1 a 0, gol do centroavante Anselmo Ramon, aos 41 da etapa inicial. Nas penalidades, brilhou mais uma vez o goleiro Diogo Silva.

     

    Ele pegou as cobranças de Lucas Barcelos e Osvaldo e ainda converteu a dele, fechando a disputa em 4 a 2 e colocando o time na final do Alagoano. Pelo CRB, marcaram também Anselmo, Reginaldo e Marcinho.

     

  • Como fica?

    O CRB enfrenta o ASA na decisão do Alagoano. Sábado, o mata-mata começa no Estádio Rei Pelé, em Maceió, às 17h. A finalissíma será na quarta, às 20h, no Eastádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.

     

    O CSA vai disputar o terceiro lugar contra o Murici. Sábado, o primeiro jogo está marcado para sábado, às 16h, no Estádio José Gomes da Costa, em Murici. O segundo será na terça, às 16h15, no Rei Pelé, em Maceió.

    Jogadores do CRB fazem a corrente da classificação

    Jogadores do CRB fazem a corrente da classificação (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

  • Os pênaltis

    O CRB converteu todas as cobranças e venceu por 4 a 2. Anselmo Ramon, Reginaldo, Marcinho e Diogo Silva fizeram os gols.

     

    Pelo CSA, marcaram Cedric e Bruno Mota. Lucas Barcelos e Osvaldo tiveram as cobranças defendidas pelo goleiro do CRB.

    Diogo Silva brilha e defende duas cobranças de pênalti

    Diogo Silva brilha e defende duas cobranças de pênalti (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

  • Primeiro tempo

    O CSA tomou a iniciativa do jogo. Ficou com a bola, trocou passes no campo ofensivo, mas criou pouco. Chegou apenas numa finalização perigosa do meia Gabriel, pra fora.

     

    Do outro lado, o CRB fechou os espaços e procurou uma brecha na marcação do rival. O volante Claudinei acertou um chute venenoso e, aos 41 minutos, saiu o gol.

     

    O volante Yago levantou na área, o centroavante Anselmo Ramon matou no peito e bateu de virada: o goleiro Marcelo Carné amorteceu o chute, mas não evitou o gol: 1 a 0 para o Galo.

    Gol de Anselmo Ramon, aos 41 no primeiro tempo

    Gol de Anselmo Ramon, aos 41 no primeiro tempo (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

  • Segundo tempo

    O ritmo da etapa final não mudou muito. O CSA se lançou mais ao ataque, e o CRB teve uma oportunidade, numa cabeçada do zagueiro Gum.

     

    O atacante Felipe Augusto, que entrou no segundo tempo, levou perigo para o CSA em duas finalizações. Assustou.

     

    No último lace do jogo, o atacante Osvaldo bateu de perna esquerda e acertou a trave. A bola correu pela linha do gol e não entrou, para desespero dos torcedores.

    Diogo Silva se destaca no clássico

    Diogo Silva se destaca no clássico (Foto: Aílton Cruz/Gazeta de Alagoas)

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!