CONTATO
EXPEDIENTE
Falsidade Ideológica

Condenado por pegar fortuna, ex-presidente da UCE é réu por usar nome do irmão para tirar RG

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Fonte: Por Edivaldo Bitencourt, do O Jacaré

Condenado a prestação de serviços por um ano e quatro meses por sumir com R$ 589,2 mil em 1996, o ex-presidente da UCE (União Campo-grandense dos Estudantes), Martin Areco Neto, 51 anos, é réu por usar documento do irmão para tirar RG. Ele vai a julgamento por falsidade ideológica no dia 29 de abril deste ano, a partir das 15h, na 6ª Vara Criminal de Campo Grande.

O Ministério Público Estadual também recorreu contra a sentença da juíza Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal. A promotoria considerou muito branda a punição pelo furto do dinheiro, o equivalente a R$ 2,4 milhões em valores atualizados. Neto foi condenado a um ano e quatro meses em regime aberto, que acabou convertido na prestação de serviço e no pagamento de cinco salários mínimos após o processo transitar em julgado.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
LEIA TAMBÉM!!!