EXPEDIENTE
Variante delta

Como a variante Delta altera suposições sobre o coronavírus

Fonte: Por Julie Steenhuysen, Alistair Smout e Ari Rabinovitch da Reuters

A variante Delta é a versão mais rápida, adequada e formidável do coronavírus que causa COVID-19 que o mundo encontrou e está revertendo as suposições sobre a doença, mesmo quando as nações afrouxam as restrições e abrem suas economias, de acordo com para virologistas e epidemiologistas.

A proteção da vacina permanece muito forte contra doenças graves e hospitalizações causadas por qualquer versão do coronavírus, e aqueles que estão em maior risco ainda são os não vacinados, de acordo com entrevistas com 10 especialistas importantes do COVID-19.

Mas há evidências de que a variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia, é capaz de infectar pessoas totalmente vacinadas em uma taxa maior do que as versões anteriores, e surgiram preocupações de que eles podem até mesmo espalhar o vírus, disseram os especialistas.

Como resultado, o uso direcionado de máscaras, distanciamento social e outras medidas podem ser necessários novamente, mesmo em países com amplas campanhas de vacinação, vários deles disseram.

Israel recentemente reinstaurou os requisitos de uso de máscara em ambientes fechados e exige que os viajantes fiquem em quarentena na chegada.

As autoridades americanas estão considerando a possibilidade de revisar a orientação da máscara para os vacinados. O condado de Los Angeles, o mais populoso dos Estados Unidos, está novamente exigindo máscaras, mesmo entre os vacinados em espaços públicos fechados.

“O maior risco para o mundo no momento é simplesmente Delta”, disse a microbiologista Sharon Peacock, que dirige os esforços da Grã-Bretanha para sequenciar os genomas de variantes do coronavírus, chamando-a de “variante mais adequada e mais rápida”.

Os vírus evoluem constantemente por meio de mutações, com o surgimento de novas variantes. Às vezes, eles são mais perigosos do que o original.

A maior preocupação com a variante Delta não é que ela torne as pessoas mais doentes, mas que se espalhe com muito mais facilidade de pessoa para pessoa, aumentando as infecções e hospitalizações entre os não vacinados.

Public Health England disse na sexta-feira que de um total de 3.692 pessoas hospitalizadas na Grã-Bretanha com a variante Delta, 58,3% não foram vacinadas e 22,8% foram totalmente vacinadas.

Em Cingapura, onde Delta é a variante mais comum, funcionários do governo relataram na sexta-feira que três quartos dos casos de coronavírus ocorreram entre indivíduos vacinados, embora nenhum estivesse gravemente doente.

Autoridades de saúde israelenses disseram que 60% dos casos atuais de COVID-19 hospitalizados são em pessoas vacinadas. A maioria deles tem 60 anos ou mais e costuma ter problemas de saúde latentes.

Nos Estados Unidos, que experimentou mais casos e mortes por COVID-19 do que qualquer outro país, a variante Delta representa cerca de 83% das novas infecções. Até agora, as pessoas não vacinadas representam quase 97% dos casos graves.

A Dra. Monica Gandhi, médica em doenças infecciosas da Universidade da Califórnia, em San Francisco, disse que muitas pessoas vacinadas estão “tão decepcionadas” que não estão 100% protegidas de infecções leves. Mas o fato de quase todos os americanos hospitalizados com COVID-19 não terem sido vacinados “é uma eficácia espantosa”, disse ela.

‘ENSINANDO UMA LIÇÃO’

“Sempre há a ilusão de que existe uma bala mágica que resolverá todos os nossos problemas. O coronavírus está nos ensinando uma lição”, disse Nadav Davidovitch, diretor da Escola de Saúde Pública da Universidade Ben Gurion em Israel.

A vacina Pfizer Inc (PFE.N) / BioNTech, uma das mais eficazes contra COVID-19 até agora, parecia apenas 41% eficaz em conter infecções sintomáticas em Israel no mês passado, conforme a variante Delta se espalhou, de acordo com dados do governo israelense.

Especialistas israelenses disseram que esta informação requer mais análise antes que conclusões possam ser tiradas.

“A proteção para o indivíduo é muito forte; a proteção para infectar outras pessoas é significativamente menor”, disse Davidovitch.

Um estudo na China descobriu que as pessoas infectadas com a variante Delta carregam 1.000 vezes mais vírus em seus narizes em comparação com a versão original identificada pela primeira vez em Wuhan em 2019.

“Você pode realmente excretar mais vírus e é por isso que é mais transmissível. Isso ainda está sendo investigado”, disse Peacock.

O virologista Shane Crotty, do La Jolla Institute for Immunology, em San Diego, observou que o Delta é 50% mais infeccioso do que a variante Alpha detectada pela primeira vez no Reino Unido.

“Está superando todos os outros vírus porque se espalha de forma muito mais eficiente”, disse Crotty.

O especialista em genômica Eric Topol, diretor do Scripps Research Translational Institute em La Jolla, Califórnia, observou que as infecções por Delta têm um período de incubação mais curto e uma quantidade muito maior de partículas virais.

“É por isso que as vacinas serão desafiadas. As pessoas que são vacinadas precisam ter um cuidado especial. Esta é uma pergunta difícil”, disse Topol.

Nos Estados Unidos, a variante Delta tomou conta da mesma forma que muitos americanos – vacinados ou não – pararam de usar máscaras em ambientes fechados.

“É um golpe duplo”, disse Topol. “A última coisa que você deseja é afrouxar as restrições quando estiver enfrentando a versão mais formidável do vírus até então.”

O desenvolvimento de vacinas altamente eficazes pode ter levado muitas pessoas a acreditar que, uma vez vacinado, COVID-19 representava pouca ameaça para eles.

“Quando as vacinas foram desenvolvidas, ninguém pensava que elas iriam prevenir a infecção”, disse Carlos del Rio, professor de medicina e epidemiologia de doenças infecciosas da Emory University, em Atlanta.

 O objetivo sempre foi prevenir doenças graves e morte, acrescentou del Rio.

As vacinas foram tão eficazes, no entanto, que havia sinais de que também preveniam a transmissão contra variantes anteriores do coronavírus.

“Ficamos estragados”, disse ele.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!