EXPEDIENTE
Recorde mortal

Com recorde de mortes por Covid-19, estados indianos impõem restrições rígidas

Fonte: Por Reuters

A Índia relatou neste sábado (8) o maior número de mortes por Covid-19 em um único dia – e os casos da doença continuaram a aumentar. Diante deste cenário, alguns estados impuseram restrições mais rígidas para contenção do vírus.

Segundo o Ministério da Saúde da Índia, o país registrou 4.187 mortes nas últimas 24 horas, elevando o número total de mortos para próximo de 240 mil. O Institute for Health Metrics and Evaluation estima que a Índia verá 1 milhão de mortes por Covid-19 até agosto.

Foram 401.078 casos registrados nas últimas 24 horas, elevando o total desde o início da pandemia para 21,9 milhões. Especialistas dizem que os números reais de casos e mortes por Covid-19 são muito maiores do que as contagens oficiais.

O estado de Tamil Nadu, conhecido por sua fabricação de automóveis, incluindo BMW, Daimler, Hyundai, Ford, Nissan e Renault, disse que passaria de um bloqueio parcial para um bloqueio total a partir desta segunda-feira (10), fechando o transporte público e varejistas estatais de álcool.

 

O estado vizinho de Karnataka estendeu o fechamento total da região na noite desta sexta-feira (7). A capital do estado, Bengaluru, é um importante centro de tecnologia, onde ficam os principais escritórios de empresas como Google, Amazon e Cisco.

A Índia ainda não impôs um bloqueio nacional como fez durante sua primeira onda no ano passado, mas cerca de metade de todos os seus estados impôs um bloqueio total diante do atual cenário. O restante está com restrições parciais.

O órgão regulador de medicamentos da Índia aprovou nesta sexta-feira (7) para uso de emergência um novo medicamento chamado “2-desoxi-D-glucose”, depois que testes clínicos mostraram que ele ajudou na recuperação de pacientes hospitalizados e reduziu a dependência de oxigênio suplementar.

A droga foi desenvolvida em conjunto pela Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa, estatal da Índia, e a Dr.Reddy’s Laboratories Ltd., com sede em Hyderabad. Embora seja o maior fabricante de vacinas do mundo, a Índia está lutando para produzir e distribuir doses suficientes para conter a onda de Covid-19 que assola a população.

O país administrou mais de 167 milhões de doses de vacina, mas sua taxa de inoculação caiu nos últimos dias e apenas cerca de 2% de seus 1,4 bilhão de habitantes receberam as duas doses necessárias para serem totalmente imunizados.

Crise no Sul no país

Embora os casos nas áreas norte e oeste do país tenham sofrido o impacto da pandemia, estados do sul, incluindo Karnataka e Tamil Nadu, também enfrentam o aumento das infecções.

A segunda onda da pandemia de coronavírus na Índia trouxe o sistema de saúde à beira do colapso, com pacientes morrendo devido à falta de oxigênio ou acesso a leitos hospitalares. A atuação do primeiro-ministro Narendra Modi foi criticada diante da escassez de oxigênio, embora o governo diga que está fazendo tudo o que pode.

A revista médica The Lancet disse em um editorial neste sábado (8) que as tentativas do primeiro-ministro Modi de abafar as críticas são “imperdoáveis”. “A Índia agora deve reestruturar sua resposta enquanto a crise se intensifica. O sucesso desse esforço dependerá da implementação de uma resposta de saúde pública que tenha a ciência em seu coração.”

O ministro-chefe de Tamil Nadu, M.K. Stalin, disse em uma carta a Modi que a demanda por oxigênio médico no estado pode dobrar nas próximas duas semanas. “A disponibilidade de oxigênio em Tamil Nadu é muito crítica”, disse Stalin, acrescentando que 13 pacientes morreram em um hospital nos arredores de Chennai devido à falta de oxigênio.

Paquistão recebe primeiras doses do consórcio Covax

País vizinho à Índia, o Paquistão recebeu neste sábado (8) o primeiro lote de 1,2 milhão de doses da vacina contra a Covid-19 do consórcio Covax. “Hoje o Paquistão recebeu sua primeira remessa de vacinas Oxford-AstraZeneca COVID-19 (SII-AZ AZD1222) das instalações da COVAX”, disse o comunicado do Unicef.

A Covax Facility é um programa global para fornecer vacinas principalmente para países pobres e que, recentemente, recentemente atingido por problemas de abastecimento.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!