CONTATO
EXPEDIENTE
Play Off Chileno

Colo-Colo ‘joga a vida’ no Campeonato Chileno, vence Universidad de Concepción com pintura de joia argentina e escapa do primeiro rebaixamento de sua história

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Fonte: Por ESPN

Nesta quarta-feira (17) o Colo-Colo, um dos clubes mais tradicionais do futebol sul-americano e que tem título de Conmebol Libertadores, jogou a sua honra em campo. Após campanha pífia no Campeonato Chileno, a equipe de Santiago, única do país que nunca foi rebaixada, disputou a repescagem do rebaixamento contra a Universidad de Concepción e levou a melhor, vencendo por 1 a 0.

A partida foi disputada estádio Fiscal de Talca, ou seja, em campo neutro e em formato simples: em caso de empate no tempo normal, definição nos pênaltis, mas quem vencesse escapava da querda.

Em jogo repleto de pressão para as duas equipes, o vencedor foi definido nos detalhes. O único gol da partida foi anotado ainda aos 19 minutos do primeiro tempo e saiu dos pés da joia argentina Pablo Solari, de apenas 19 anos, que chegou ao Colo-Colo por empréstimo junto ao Talleres-ARG.

No lance do gol, a joia argentina recebeu pela direita, invadiu a área, driblou vários marcados rivais e bateu cruzado e certeiro, anotando uma verdadeira pintura.

A partida, que teve quase 10 minutos de acréscimo, ainda deu tempo para expulsão de Parra, da Concepción, nos instantes finais.

O clube chileno então se livrou do rebaixamento, impedindo que sua história ficasse marcada com uma primeira queda para a Série B. Apesar do alívio, a vitória sobre o Concepción não apaga a campanha ruim no campeoneto.

Em 34 rodadas, foram apenas 9 vitórias, com 12 empates e 13 derrotas. Foram 33 gols marcados (pior ataque da competição) e 43 sofridos, com saldo negativo em 10.

O artilheiro da equipe na competição foi o ex-Botafogo Léo Valencia, que balançou as redes seis vezes e ficou bem distante de Fernando Zampedri, da Universidad Católica, que anotou 20 gols e ficou com a chuteira de ouro do Chileno.

No atual elenco do Colo-Colo, também há alguns outros rostos conhecidos, como o meia Jorge Valdivia, ex-Palmeiras, que se livrou de um possível segundo rebaixamento na carreira, apesar de não ter ficado sequer no banco na partida desta quarta.

Além dele, a dupla de atacantes argentinos Pablo Mouche e Nicolás Blandi, além do experiente Esteban Paredes, de 39 anos, um dos ídilos da equipe.

Vale lembrar ainda que o clima antes da partida foi de bastante tensão. Na terça-feira (16), uma organizada do Colo-Colo foi até o CT do clube e fez ameaça de morte aos jogadores em caso de rebaixamento. “Ou ganham, ou os matamos”, dizia uma faixa levada por alguns torcedores ao local.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
LEIA TAMBÉM!!!