EXPEDIENTE
Colega da diretora de fotografia morta acidentalmente durante filmagens no Novo México falou à CNN sobre a tragédia

Cineasta amigo de diretora morta em set questiona uso de armas reais em filmes

Fonte: Por Layane Serrano, Ludmila Candal e Fernanda Pinottida CNN

Dennis Zanatta, cineasta brasileiro e colega de Halyna Hutchins, diretora de fotografia morta durante as filmagens de “Rust”, no Novo México, falou à CNN sobre a tragédia que chocou a indústria e os anos de convívio com Halyna.

 

Segundo ele, não é compreensível o fato de armas reais ainda serem utilizadas em filmagens, dados os avanços tecnológicos.

 

“Também estou em set trabalhando com armas, a gente usa arma à gás e toma todos os cuidados de segurança. Para mim, é uma surpresa o que aconteceu com a Halyna, porque passamos por reuniões, sempre vem alguém responsável e apresenta as armas para o ator e faz o teste”, disse.

Zanatta relembrou as dificuldades enfrentadas por Halyna em solo americano.

 

“Era o primeiro filme que ela estava com um orçamento maior, e para um imigrante como nós é um ambiente muito difícil para se conquistar espaço aqui nos Estados Unidos. Ela conquistou esse espaço e agora ela perdeu”, disse.

 

Morta acidentalmente após ser atingida por um disparo de arma de fogo feito pelo ator Alec Baldwin durante as gravações do longa-metragem “Rust”, a diretora de fotografia ucraniana Halyna Hutchins tinha 42 anos e trabalhava nas filmagens há pouco menos de um mês.

 

O brasileiro falou também sobre os dois anos como estudante em Los Angeles.

 

“A gente criou um laço de amizade muito grande, eu ajudava ela com os projetos dela e ela me ajudava com meus projetos. Quando nos graduamos em 2015 continuamos nos falando e nos ajudando”.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
COMENTE AGORA MESMO!