EXPEDIENTE
Meninas do Brasil decepcionaram no Torneio

Brasil empata com Finlândia e se despede do Torneio da França sem vitórias

Fonte: Uol

Na despedida do Torneio da França, o Brasil entrou em campo nesta terça-feira (22) buscando a primeira vitória na temporada. Mas não conseguiu transformar em gols as oportunidades criadas e empatou em 0 a 0 contra a Finlândia, no estádio Michel D’Ornano, em Caen.

As comandadas de Pia Sundhage, que vinham de empate em 1 a 1 contra a Holanda, na estreia, e uma derrota para a França por 2 a 1, pressionaram muito no primeiro tempo, tiveram mais posse de bola e as melhores chances de gol. No primeiro tempo, as melhores chances partiram dos pés de Marta, mas a atacante, que marcou nos dois primeiros jogos do torneio, não conseguiu balançar as redes da Finlândia. Debinha também teve oportunidade de abrir o placar.

No segundo tempo, o Brasil continuou pressionamento, mas levou menos perigo ao gol de Korpela. O jogo escancarou a fraqueza ofensiva do Brasil, que não conseguiu sair do zero contra uma equipe que havia tomado oito gols nas duas partidas anteriores. A seleção brasileira terminou o torneio em terceiro lugar, com apenas 2 pontos. A Finlândia ficou com a lanterna, após ser derrotado pela França, por 5 a 0, e pela Holanda, por 3 a 0, conquistando apenas um ponto. França e Holanda se enfrentam hoje, às 17h10, para definir o campeão do torneio.

Pressão brasileira

O Brasil pressionou desde o início do jogo, e a primeira chance apareceu logo aos seis minutos. Ary Borges avançou pela direita e tocou Marta na marca do pênalti. A goleira Korpela espalmou o primeiro chute a queira-roupa, e a atacante brasileira tentou novamente, mas a zaga desviou. Cinco minutos depois, o Brasil teve outra chance com o chute cruzado de Letícia Santos, na entrada da área. Korpela espalmou.

A goleira da Finlândia ainda trabalhou na chance mais clara para o Brasil. Em jogada individual pela direita, Letícia Santos cruzou e Korpela espalmou. No rebote, Debinha chutou no gol buscando o lado direito do gol, mas a zagueira Westerlund salvou de cabeça em cima da linha.

Aos 37 minutos, Marta teve outra oportunidade após Geyse recuperar a bola no ataque e tocar para a camisa 10, que limpou a marcação e chutou. Mais uma vez Korpela levou a melhor.

Três minutos depois, em contra-ataque puxado por Marta e Kerolin, a camisa 21 fez boa jogada individual, e a sobra, depois do corte da defesa, ficou com a camisa 10.

Marta limpou e chutou com a direita, mas a goleira do Tottenham defendeu com segurança. Ao final do jogo, o Brasil teve 58% da posse de bola e finalizou 26 vezes, contra apenas cinco da Finlândia, que pouco fez a goleira Lorena trabalhar.

Menos chances no segundo tempo No início da segunda etapa, o Brasil continuou pressionando, e Ana Vitória quase abriu o placar depois de cruzamento de Letícia Santos. A bola passou por Geysa, e a camisa 5 dominou na área e bateu de virada, tirando tinta da trave direita.

Na sequência, mais uma chance para o Brasil na cobrança de falta na meia-lua após Marta ter sido atingida. Mas Debinha bateu à direita do gol finlandês.

Aos 42 minutos, Tamires recebeu de Marta na área e chuta forte, mas a bola bateu na defesa. A lateral tentou o rebote, mas mandou a bola para fora. Preocupação com Duda Aos 22 minutos, Duda foi substituída por Ana Vitória após disputa de área na área da Finlândia. Ela deixou o campo sentindo dores na região do tórax e não conseguiu voltar para a partida. Depois o médico da seleção, Nemi Sabeh Junior, disse que ela sofreu um trauma no osso crista ilíaca, na região da bacia, e vai precisar passar por um exame de imagem para detectar a gravidade da lesão.

Ficha técnica
Brasil x Finlândia
Competição: Torneio Internacional da França
Data: 22/02/2022
Hora: 14h30 (de Brasília)
Local: Estádio Michel D’Ornano, em Caen (FRA)
Gols:

Brasil: Lorena; Tainara, Rafaelle (Daiane), Letícia Santos e Tamires; Duda (Ana Vitória), Angelina, Kerolin (Luana) e Ary Borges (Geyse); Debinha (Ludmila) e Marta. Técnica: Pia Sundhage

Finlândia: Korpela, Pikkujämsä, Hyyrynen, Westerlund e Kuikka; Öling (Kollanen), Engman, Summanen (cartão amarelo) e Koivisto; Franssi (Rantala), Sällström. Técnica: Anna Signeul.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!