EXPEDIENTE
Jogo teve confusão e reclamação do Fogão no final

Botafogo faz bonito, vence, mas está fora do estadual fluminense

Fonte: Gazeta Esportiva

O Fluminense viveu um drama, mas está na final do Campeonato estadual fluminense.

 

O Tricolor marcou aos 51 minutos do segundo tempo o gol que precisava para garantir vaga na decisão contra o Flamengo. O Flu perdeu para o Botafogo por 2 a 1, neste domingo, no Maracanã.

 

O Fluminense tinha vantagem por ter conquistado a Taça Guanabara e vencido o jogo de ida por 1 a 0 e podia perder por um gol de diferença. Assim, está na final do Estadual.

 

Além da vantagem, o Fluminense precisou usar a conhecida mística do Time de Guerreiros para superar uma atuação ruim.

 

O Botafogo fez 2 a 0 aos 45 minutos do segundo tempo, resultado que eliminaria o Tricolor.

 

Entretanto, o Flu não desistiu e buscou a vaga para a final. O primeiro jogo da decisão contra o Flamengo será nesta quarta-feira.

O Botafogo, que precisava vencer por dois gols de diferença, dá adeus ao estadual fluminense com uma atuação consistente e um castigo, mas já vislumbra o futuro.

 

Novo técnico do Fogão, o português Luís Castro acompanhou a semifinal no Maracanã. O comandante desembarcou no Rio de Janeiro na manhã deste domingo.

 

O jogo – A primeira chance foi tricolor. Aos cinco minutos, após cobrança de escanteio, Luccas Claro ganhou pelo alto e cabeceou. A bola passou perto, à esquerda do gol. O clássico era truncado e sem muita emoção.

 

Após lateral cobrado para área, a bola sobrou para Cano, mas o chute dele foi travado.

 

O técnico Lucio Flavio precisou mudar ainda no primeiro tempo. Barreto precisou ser substituído. Ele se machucou em lance com Willian Bigode. Romildo entrou no Botafogo.

 

O Fogão encontrava dificuldade para criar. O time errava o passe ou o cruzamento quando chegava perto da área tricolor. O Flu teve nova chance. Arias ficou com a sobra, após cruzamento, e chutou por cima.

 

Nos acréscimos, o Botafogo encaixou o contra-ataque e abriu o placar, aos 47 minutos. Chay deu um bolão para Erison. O atacante se livrou de David Braz e deixou Luccas Claro no chão e chutou: golaço.

 

O goleiro Douglas Borges ainda apareceu para manter a vantagem no placar. Cano chutou cruzado e parou no goleiro.

 

O Fluminense voltou para o segundo tempo com três mudanças. Abel Braga colocou Cris Silva, Nonato e Ganso. Saíram Pineida, Manoel e Arias. O técnico tricolor, assim, desfez o esquema com três zagueiros.

 

O Tricolor Carioca levou um susto. Após erro na saída de bola, Chay ficou em boa condição, mas viu a finalização ser travada. Depois, Yago Felipe, que entrou na vaga de Martinelli, ficou com a sobra e chutou para fora, com perigo.

 

Erison, após contra-ataque, chutou para fora, em novo susto para o Fluminense. O atacante do Botafogo teve a chance de fazer o segundo, mas cabeçada, da pequena área, subiu e foi por cima.

 

Ele não desperdiçou nova chance. Aos 45 minutos, após cruzamento da direita, ele cabeceou no canto e fez 2 a 0.

 

Ganso quase marcou para o Fluminense nos acréscimos, mas errou a cabeçada. Aos 51 minutos, o Fluzão chegou ao gol que precisava.

 

Após cobrança de falta, Ganso acertou o travessão. No rebote, Cano completou. A bola bateu na zaga do Botafogo e entrou.

 

Fred, que havia entrado no fim, ainda foi expulso. E teve confusão. O árbitro Paulo Renato Moreira da Silva Coelho terminou o jogo antes de permitir uma cobrança de falta do Fogão.

 

Os jogadores partiram para cima do árbitro.

 

O Fluminense está na final do Campeonato estadual.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Data: 27/03/2022, domingo
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha
VAR: Rodrigo Nunes de Sá
Cartão amarelo: Luiz Fernando, Rikelmi, Vinícius Lopes, Erison e Kaique (Botafogo) e André, Nonato, Germán Cano e Yago Felipe (Fluminense)
Cartão vermelho: Fred (Fluminense)
Gols:
Fluminense: Cano, aos 51′ do 2ºT
Botafogo: Erison, aos 47′ do 1ºT e aos 45′ do 2ºT

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Luccas Claro, Manoel (Nonato) e David Braz; Calegari, Martinelli (Yago Felipe), André e Pineida (Cris Silva); Jhon Arias (Ganso), Willian Bigode (Fred) e Germán Cano.
Técnico: Abel Braga.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Daniel Borges, Sampaio, Kanu e Jonathan Silva (Hugo); Barreto (Romildo), Kayque (Juninho) e Chay; Rikelmi (Vinícius Lopes), Luiz Fernando (Gabriel Conceição) e Erison.
Técnico: Lucio Flavio.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!