CONTATO
EXPEDIENTE
Incêndio no atacadão

Bombeiros trabalham em focos isolados e incêndio no Atacadão entra em fase de resfriamento

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Fonte: Por Mariana Chianezi e Ranziel Oliveira, do Midiamax

O incêndio da loja do Atacadão, localizado na Avenida Duque de Caxias, em Campo Grande, entrou na fase de resfriamento e militares trabalham na contenção de focos isolados dentro do prédio. Deste modo, prestes a estar totalmente controlado, o incêndio já dura quase 24 horas.

Conforme o coronel Carminati do Corpo de Bombeiros, as únicas partes preservadas no incêndio foram o escritório e a administração da unidade da rede atacadista.

Segundo o coronel, a corporação precisou pausar a entrada de viaturas por volta das 3 horas da manhã devido ao risco de desabamento, mas os trabalhos dos miliares continuaram madrugada a dentro. As viaturas puderam retornar por volta do meio dia após uma avaliação. Carminati disse que a fase de resfriamento é para monitorar e conter os pequenos focos que ainda têm no local, pois se não contidos podem causar mais focos.

No momento, os militares atuam aos fundos do supermercado na retirada de materiais para impedir que os focos se expandam. Além disso, os militares estão entrando em duplas dentro do prédio para apagar pequenas chamas no interior do local.

Uma pá carregadeira está ajudando na retirada de materiais que podem prejudicar a contenção das chamas. Até então, 400 mil litros de água foram usados e 40 militares estão no local trabalhando. Nove viaturas seguem entrando e saindo do local.

Tragédia poderia ter sido evitada

Ainda conforme a opinião do especialista em brigadas empresariais, a tragédia poderia ter sido amenizada, caso a ação inicial dos brigadistas tivesse sido efetiva. “Pelas imagens, só havia uma linha de fogo, na gôndola. A chance de ter apagado o fogo ali era grande se tivesse sido acionado tudo corretamente. Assim, não teria tomado essa proporção”, avalia.

“Eu vi que o Atacadão informou que alguns brigadistas cuidavam da evacuação do local e fizeram isso muito bem feito, pois não houve feridos. Entretanto, a equipe tem que estar preparada para realizar as duas tarefas [evacuar e combater as chamas] simultaneamente”, concluiu.

Certificação

Toda empresa que tem equipe de brigadistas deve passar pela verificação do Corpo de Bombeiros. Conforme o coronel Carminati, os certificados do Atacadão estavam em dia. “Em relação à documentação, tudo ok”, confirmou.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
LEIA TAMBÉM!!!