Bolsonaro afirma pelo Twitter que Brasil gasta demais em Educação

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, através de sua conta do Twitter, nesta segunda-feira (4), que o Brasil gasta demais com educação. Além disso, insinuando controle ideológico, ele acena com perseguição a professores e educadores, através da criação da “Lava-Jato da Educação”.

Bolsonaro avisou ainda que “há algo de muito errado acontecendo: as prioridades a serem ensinadas e os recursos aplicados”.

Leia abaixo a sequência de tuites de Bolsonaro:

“Brasil gasta mais em educação em relação ao PIB que a média de países desenvolvidos. Em 2003 o MEC gastava cerca de R$30bi em Educação e em 2016, gastando 4 vezes mais, chegando a cerca de R$130 bi, ocupa as últimas posições no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA)-

Há algo de muito errado acontecendo: as prioridades a serem ensinadas e os recursos aplicados. Para investigar isso, o Ministério da Educação junto com o Ministério da Justiça, Polícia Federal, Advocacia e Controladoria Geral da União, criaram a Lava-Jato da Educação.

Dados iniciais revelam indícios muito fortes que a máquina está sendo usada para manutenção de algo que não interessa ao Brasil. Sabemos que isto pode acarretar greves e movimentos coordenados prejudicando o brasileiro. Em breve muito mais informações para o bem de nosso país.”

Facebook: Comente Aqui