EXPEDIENTE
Red Bull dorme na liderança do Brasileirão, mas pode perder liderança para Corinthians ou Santos

Atlético empata com Goiás fora e deixa liderança para time paulista

Fonte: Agência Estado

O Atlético colecionou o segundo tropeço consecutivo no Campeonato Brasileiro, pelo mesmo placar e, em ambos, após ficar em vantagem.

 

O time mineiro esteve duas vezes à frente do placar, mas cedeu o empate ao Goiás, por 2 a 2, na noite deste sábado (30), no estádio da Serrinha, pela quarta rodada.

 

Com o resultado, o invicto Atlético chegou aos oito pontos no Brasileirão. Apesar do tropeço, que o impede de assumir a liderança, a equipe alvinegra alcançou a marca de 18 jogos sem derrota na temporada, sendo 13 vitórias e 5 empates.

O Goiás é o inverso. O clube esmeraldino chegou ao oitavo jogo sem vitória. São seis derrotas e dois empates. Na tabela do Campeonato Brasileiro, tem apenas dois pontos, brigando diretamente contra o rebaixamento.

O técnico Antonio Mohamed não quis saber de poupar, colocou em campo logo força máxima para enfrentar o Goiás.

 

E a tática foi ousada, com Vargas, Ademir e Hulk no ataque, sem contar Nacho Fernández e Zaracho, dois jogadores com características ofensivas. Coube a Jair ficar isolado na proteção aos defensores.

 

Em campo, o Atlético partiu para o ataque, o que fez com que o Goiás abusasse das faltas. Foram três cartões amarelos com 22 minutos de jogo.

 

Apesar da dura marcação, o time mineiro criou boas oportunidades de gol, principalmente com Zaracho e Ademir. Do lado esmeraldino, quem chegou a ameaçar foi Apodi, em suas jogadas em velocidade.

 

Aos 38 minutos, coube a Hulk inaugurar o marcador. Nacho achou o artilheiro na meia lua.

 

Ele bateu colocado e mandou no fundo das redes, sem chance para o goleiro Tadeu. O gol é o de número 51 do atacante, em 83 jogos com a camisa alvinegra.

 

O segundo tempo foi de muita emoção. Jair Ventura colocou o time para frente e fez brilhar a estrela de Apodi.

 

O lateral recebeu em velocidade, do que jeito que gosta, tabelou com Elvis e, de cabeça, empatou.

 

Mas Vargas, três minutos depois, tratou de esfriar o ânimo esmeraldino. Recebeu de Guilherme Arana e desviou para o gol.

 

Em vantagem, o Atlético parecia ter o controle do jogo, mas esqueceu de combinar com o Goiás. Aos 35 minutos, o VAR viu um toque de mão de Guilherme Arana dentro da área: pênalti.

 

Elvis foi para a cobrança e igualou o marcador. Após empatar, Jair Ventura resolveu colocar o time novamente em uma postura mais defensiva.

 

Os minutos finais foram de ataque contra defesa. O Goiás se fechou e chamou o Atlético. O time alvinegro foi com tudo para cima, mas a vitória ficou na trave, em tentativa do zagueiro Nathan Silva.

 

Na próxima rodada, o Atlético desafia o rival América no sábado, às 16h30, no Mineirão, em Belo Horizonte.

 

No domingo, às 16h, o Goiás faz o clássico com o Atlético-GO, no Antônio Accioly, em Goiânia.

 

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 2 X 2 ATLÉTICO-MG

GOIÁS – Tadeu; Caetano (Nicolas), Sidnei e Reynaldo; Apodi, Henrique Lordelo (Fellipe Bastos), Diego, Elvis (Matheus Sales) e Danilo Barcelos; Dadá Belmonte (Luan) e Pedro Raul (Renato Junior). Técnico: Jair Ventura.

ATLÉTICO-MG – Everson; Guga, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Eduardo Sasha), Nacho Fernández e Zaracho; Vargas (Otávio), Hulk e Ademir (Rubens). Técnico: Antonio Mohamed.

GOLS – Hulk, aos 38 minutos do primeiro tempo. Apodi, aos 7, Vargas, aos 10, e Elvis (pênalti), aos 35 minutos do segundo .

ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Dadá Belmonte, Danilo Barcelos, Elvis e Reynaldo (Goiás); Guilherme Arana, Hulk, Jair e Nathan Silva (Atlético-MG).

RENDA E PÚBLICO – Não divulgados.

LOCAL – Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO).

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!