All Ain supera River e busca 18 anos depois busca repetir feito histórico do Corinthians na Copa do Mundo de Clubes

All Ain supera River e vai a final da Copa do Mundo de CLubes

O All Ain voltou a deixar claro na décima 15ª Edição da Copa do Mundo de CLubes da FIFA, que a Copa do Mundo está muito além dos extintos euro-americanos. O atual campeão nacional dos Emirados Árabes, país sede superou o River Plate, campeão sul-americano nas semifinais do Campeonato e vai disputar a final da Copa do Mundo de Clubes pela primeira vez. Se conquistar o título repetirá o feito do Corinthians, em 2000, quando conquistou a Copa do Mundo em casa.

O River Plate, por sua vez, repete a sina de times sul-americanos que, embora favoritos, não conseguem chegar à final da Copa. O primeiro foi o Internacional, que em 2010 caiu diante do Mazembe (República Democrática do Congo) nas semifinais. Em 2013, foi a vez do Atlético-MG, eliminado pelo Raja Casablanca (Marrocos). Em 2016, aconteceu com o Atlético Nacional, da Colômbia, derrotado pelo Kashima Antlers, do Japão. Nesses três anos, os respectivos campeões foram Internazionale (Itália), Bayern (Alemanha) e Real Madrid (Espanha), todos europeus. Desde de 2007, os europeus apenas perderam a Copa do Mundo, para o Corinthians, em 2012.

 

O Jogo

 

 

Na partida, o Al Ain abriu o placar logo aos 2 minutos, com o sueco Marcus Berg desviando a bola entre as pernas do goleiro argentino Armani. Aos 10, o River empatou, com Borré. Aos 16, o atual campeão da Libertadores virou, com outro gol de Borré. O empate do time árabe saiu aos 5 minutos da etapa final: o brasileiro Caio Lucas entortou Piti Martínez, tocou para Shiotani, recebeu dentro da área, passou por Maidana e bateu firme. O River ainda errou um pênalti, aos 23 minutos, com Pity Martínez cobrando no travessão.

Com o 2 a 2 no placar, o jogo foi para a prorrogação. Mas o placar não se mexeu mais. Nos pênaltis, o Al Ain acertou cinco cobranças ( Caio Lucas, Shiotani, Bandar Mohammed, Amer Abdulrahman e Yaslam), enquanto o River converteu quatro (Scocco, Quintero, Lucas Pratto e Borré) e errou a última, com Enzo Perez – que esteve na Copa do Mundo com a seleção argentina – chutando para defesa do goleiro Khalid Essa.

 

fonte: Bem Paraná

Facebook: Comente Aqui