EXPEDIENTE
A testemunha final do ator diz que ele teria perdido US$ 40 milhões em possíveis trabalhos em Hollywood desde que Amber Heard publicou um editorial que menciona que ela sofria abusos

Advogados de Johnny Depp encerram processo por difamação contra Amber Heard

Fonte: Por Sonia Moghe da CNN

Após 13 dias de depoimentos, os advogados de Johnny Depp encerraram o julgamento por difamação contra Amber Heard nesta terça-feira (3).

 

Depp está processando a sua ex-mulher, alegando que um editorial de 2018 que ela escreveu o difamou e o fez perder trabalhos em Hollywood.

 

Os jurados ouviram mais de duas dúzias de testemunhas chamadas pelos advogados de Depp, incluindo o próprio ator. Muitos testemunharam sobre brigas explosivas entre os dois.

Minutos depois que a equipe jurídica de Depp encerrou o caso, os advogados de Amber Heard apresentaram uma moção para anular todo o caso, argumentando que Depp não provou seu caso de difamação.

 

A moção é ​​uma tática comum, e pede ao juiz para fazer um julgamento sumário.

 

A juíza Penny Azcarate negou parcialmente a moção com base em dois argumentos, mas disse que continuará a considerar um outro argumento se forem apresentadas evidências relacionadas a ele quando a equipe de Heard apresentar seu caso.

 

A equipe jurídica de Heard começou a apresentar seu caso nesta terça com o depoimento da psicóloga Dawn Hughes.

 

Ela já testemunhou anteriormente como especialista em relacionamentos abusivos nos julgamentos do fundador do Nxivm, Keith Raniere, e do cantor R. Kelly, ajudando a garantir as duas condenações.

 

A testemunha final de Depp, o contador forense Mike Spindler, testemunhou nesta terça sobre uma análise dos valores que o ator teria perdido como resultado do editorial de 2018, que não mencionou o ator pelo nome.

 

“Concluí que o Sr. Depp sofreu perdas de ganhos de aproximadamente US$ 40 milhões”, testemunhou Spindler.

COMPARTILHE AGORA MESMO!
COMENTE AGORA MESMO!