ACEPP e projeto “Mãos que Fazem” reforçam orçamento de mulheres em situação de risco

Produzir adornos para pets pode render até 100% do capital investido

A iniciativa da presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã (ACEPP), Fabricia Dias, em oferecer voluntariamente um curso para confecção de fitas e gravatas para pets, através de parceria com a primeira-dama do município, Vânia Peluffo, coordenadora do projeto “Mãos que Fazem”, levou a mais de uma dezena de mulheres em situação de vulnerabilidade ensinamentos que permitem iniciar uma nova
atividade, que certamente contribuirá para reforçar o orçamento doméstico de suas famílias.
O projeto “Mãos que Fazem”, amparado com recursos do Fundo de Apoio à
Comunidade (FAC) mantém um atelier de costura e atividades artesanais na Escola Municipal Manoel Martins, no Bairro da Granja, para atender, acolher, ensinar e oferecer infraestrutura para o desenvolvimento de diferentes atividades, para mulheres em condição especial.
Lá, já na semana passada (27/03), as beneficiadas participaram da primeira parte do curso ministrado por Fabricia Dias, para quem, com baixo investimento, as mulheres poderão obter até 100% de lucro sobre o que for aplicado. Na ocasião, destacou que “é um produto de baixo custo; o segredo está na quantidade: produzindo mais, ganha mais.
O mercado consome tudo”, completou.
Nesta quarta-feira (03) as “alunas” tiveram uma aula complementar, depois de uma semana de treinamento, ao mesmo tempo em que puderam corrigir erros e subtrair dúvidas. No encerramento, as mulheres se mostraram entusiasmadas com o aprendizado e com as possibilidades que a atividade poderá representar no reforço do orçamento doméstico. (Edmondo Tazza – MTE/MS – 1266)

Facebook: Comente Aqui